06:34hs
Quarta Feira, 06 de Julho de 2022
Aiuruoca
14/04/2022 12h50

Cachaça Tiê de Aiuruoca fica entre os primeiro colocados no Ranking das melhores do Brasil

Em 3º lugar na categoria branca e em 4º na categoria Armazenada/Envelhecida

As histórias de Minas e da cachaça, produzida a partir da fermentação da cana-de-açúcar, se misturam, e marcam presença com lugar de destaque na mesa dos mineiros, sempre acompanhada da nossa tradicional gastronomia.
Não por acaso, o estado é o maior produtor brasileiro da bebida, com 200 milhões de litros por ano. A cachaça é responsável pela geração de mais de 100 mil empregos diretos e 300 mil indiretos em Minas. A importância da iguaria, inclusive, é reconhecida no calendário, com o Dia Nacional da Cachaça, comemorado no dia 13/09.
A Cachaça Tiê, ‘‘nascida na serra e pronta para voar’’. Esse é o lema, que reflete o respeito à tradição, aos sabores que brotam da terra onde nascem as cachaças.
De acordo com os fundadores, acredita-se que esses são os valores que uma cachaça deve levar quando alça voo.
O lema também revela o compromisso com a qualidade. A Tiê está pronta para agradar aos paladares mais exigentes e isso se evidencia nos muitos prêmios conquistados pela cachaças.
A Fazenda Guapiara foi fundada há mais de 300 anos, quando aventureiros de todas as partes vinham atrás do ouro encontrado nos leitos dos rios de Aiuruoca.
A casa grande, situada em uma área elevada com vista privilegiada para toda a região, data de 1716 e serviu de lar para os padres jesuítas.
Até 2003, as terras eram propriedade da família Rego Barros. Nesse ano, os atuais proprietários adquiriram a área e iniciaram um processo de revitalização, tendo como marcos a preservação do meio ambiente e do patrimônio histórico. Era o começo da história que levaria, alguns anos depois, à criação da Cachaça Tiê.
O 5º Ranking Cúpula da Cachaça elegeu, após meses de votação, diferentes etapas e degustação às cegas, os melhores rótulos do País, considerado o maior e mais democrático concurso de bebidas do Brasil.
A votação do Ranking começa pela internet, em outubro de 2021: qualquer pessoa pode indicar três rótulos. Mais de 886 cachaças atraíram pelo menos um voto dos devotos do destilado brasileiro, desconsiderando as cachaças sem registro legal. Nesta lista, constam cachaças oriundas de 17 estados. O número de votos atingiu um total de 129.123. Esses números fazem com que a edição 2022 do Ranking seja a recordista absoluta em participação, ultrapassando os 43 mil votantes da edição 2018.
Dessa seleção, a Cúpula reduz para 250, em seguida a lista é enviada para 28 profissionais especializados que indicaram aquelas que, em sua visão, são as melhores e mais representativas, até chegar nas 50 finalistas que serão degustadas pela Cúpula. Na degustação os rótulos são divididos em três categorias, Brancas; Armazenadas/Envelhecidas; e Premium/Extra Premium.
Participaram cachaças de 13 estados de todas as regiões do país. Os 11 integrantes da Cúpula da Cachaça se reuniram durante 3 dias na Chalé e Cachaçaria Macaúva, em Analândia no interior de São Paulo, para realizar a dura tarefa de degustar às cegas e ranquear as 50 cachaças selecionadas na fase anterior do Ranking Cúpula da Cachaça.
“Nunca houve um ranking como esse, é o melhor de todos os tempos!”, exalta Milton Lima, um dos fundadores da Cúpula e jurado do ranking.
A Cachaça do Ano, a mais bem pontuada entre todas as 50 amostras é a Cachaça da Quinta Prata, da cidade de Carmo no Rio de Janeiro, armazenada em tanques de aço inoxidável! Presença habitual nos rankings anteriores, este ano alcançou a pontuação mais alta na visão dos jurados e o merecido destaque para as cachaças brancas.
A Cachaça Tiê alcançou o 3º lugar no ranking das cachaças brans e o 4º lugar na categoria cachaça envelhecida ou armazenada.

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone: (35) 99965-4038
E-mail: comercial@correiodopapagaio.com.br
R. Dr. Olavo Gomes Pinto, 61 - Sala 207 - Centro - São Lourenço - MG