18:16hs
Domigo, 21 de Julho de 2019
Aiuruoca - Notícias
11/05/2017 17h12

ONG em Aiuruoca trabalha a cura interior através do poder da terra e seus ancestrais

Santuário das Montanhas Sagradas existe desde 2013 na valorização do ser e do meio ambiente

Grupo de mulheres que participou do retiro Tenda Vermelha

A reconexão com a terra e a cura do coração humano estão entre os trabalhos desenvolvidos pelo Santuário das Montanhas Sagradas (SMS) em Aiuruoca. A ONG existe há 4 anos e realiza diversas atividades voltadas à preservação ambiental e desenvolvimento da consciência e valorização da vida.

Há duas semanas, o SMS abriu espaço para o retiro “Tenda Vermelha”. O trabalho foi conduzido por uma psicoterapeuta e uma astróloga voltado especialmente às mulheres, que passaram por um processo de cura interior. As atividades envolveram a cura do útero, o encontro da ancestralidade feminina e o empoderamento da mulher.

O Santuário das Montanhas Sagradas, entretanto, não é aberto para visitações que não estejam alinhadas aos princípios da ONG, mas sim aos profissionais que trabalham o desenvolvimento integral do ser e a cura, e pessoas que estão buscando este tipo de trabalho. Pesquisadores e ambientalistas que desenvolvem projetos no âmbito educativo também podem usufruir do espaço.

Uma das prioridades do Santuário é a preservação do meio ambiente, o desenvolvimento da consciência e a valorização da vida, como explica a presidente do Santuário das Montanhas Sagradas, Rafaella Fioravanti Venturato. “A verdadeira cura está no desenvolvimento integral do ser, na integração e conexão da consciência, do corpo, da alma e da natureza. As pessoas só respeitarão de fato a Terra e o outro, quando se sentirem parte dela e quando estiverem interconectadas. Hoje vivemos uma dualidade onde o que eu faço para o outro ou para o meio ambiente não me afeta, mas acreditamos que isso causa a nossa própria destruição. Quando não nos sentimos pertencentes não encontramos o sentido do respeito e do amor. A terra, a humanidade e todos os seres são uma coisa só, e é dentro deste aspecto que a ONG atua para que haja essa reconexão e então a valorização da vida e da natureza”.  

A associação está localizada na antiga “Pousada do Lado de Lá”, no Parque Estadual Serra do Papagaio.  A área foi comprada e doada ao Santuário, que hoje recebe pessoas de vários estados e países. O espaço comporta entre 20 a 30 pessoas distribuídas em seus chalés. Os quartos são compartilhados nos trabalhos em grupo e individuais em retiros.

“Estamos abertos às pessoas que chegam até nós e se sentem chamadas por nossa proposta e que estejam abertas a receber todo potencial de transformação desse espaço. Sabemos que essas terras têm uma força de cura muito forte. Buscamos sempre honrar os seus ancestrais e respeitar esse espaço sagrado que não é só nosso”, ressalta a presidente da ONG.

O Santuário das Montanhas Sagradas promove as ações para que, de uma forma geral, consiga fazer com que as pessoas encontrem essa ancestralidade e a cura. A ONG propaga a ideia de que a conscientização ambiental e social só acontece quando o coração é tocado e integrado a terra.

Próximos eventos

A próxima ação que será realizada na associação é o Retiro de Silêncio e Meditação, que acontecerá no feriado de Corpus Christi. De acordo com a instituição, esta será uma oportunidade para se interiorizar na meditação e no silêncio da natureza.

O evento seguinte será uma Oficina de Tambores Nativos, que acontecerá nos dias 21, 22 e 23 de julho. Uma oportunidade para cada um confeccionar o seu próprio tambor e com o seu som e espírito se reconectar com o pulsar da terra e da vida.

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG