22:21hs
Sexta Feira, 20 de Setembro de 2019
Aiuruoca - Notícias
13/09/2012 09h56

Regionais Polícia Ambiental de Aiuruoca faz apreensões através de denúncias

Polícia Ambiental de Aiuruoca faz apreensões através de denúncias

No início do mês de setembro, em atendimento a denúncias via “Disque Denúncia”, a equipe do GPM MAMB de Aiuruoca, em posse de mandado de busca e apreensão, expedido pelo MM Juiz da Comarca, deslocou até o local denunciado, onde na presença do denunciado e de testemunhas, efetuaram a busca na residência, sendo ali verificado a existência de 03 (três) pássaros da fauna silvestre brasileira, denominados vulgarmente de “trinca-ferro” (saltador símilis), 01 (um) alçapão e 01 (uma) transportadeira. O proprietário não apresentou os documentos do IBAMA que o credenciasse a manter tais pássaros em cativeiro. Foi preso em flagrante e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Aiuruoca. Vale ressaltar que, a Polícia Militar, sempre dá crédito às denúncias, mesmo que sejam anônimas. Como aconteceu no dia 24 de agosto de 2012, quando a Polícia Ambiental, em atendimento a uma denúncia anônima, referente à caça, deslocou-se até o local denunciado, conhecido como Ponte Alta. Após intenso rastreamento avistou dois veículos estacionados, numa estrada secundária, e três indivíduos com alguns cães da raça “americana”, que geralmente são utilizados para caça a animais silvestres.

A equipe da Polícia Ambiental, ao aproximar foi avistada pelos indivíduos, que empreenderam fuga a pé pelas matas do local. Um dos cidadãos infratores foi reconhecido pela equipe da polícia ambiental, o qual é infrator contumaz na área de caça. Os veículos utilizados na prática do crime foram abandonados e se encontravam abertos, contendo no interior, baldes de plástico com carne animal. Foram encontrados um “tarrafão” tipo covo utilizado para cercar animais dentro da água; um penado, uma fisga com cabo de madeira, duas fisgas de vergalhão, uma trela para transporte de cães, um cutelo, duas facas ensanguentadas, um bornal e cinco molinetes e no chão, ao lado dos veículos, a pele recém retirada de um animal silvestre, vulgarmente conhecido como “capivara” com muito sangue nas imediações. Todo o material e os veículos foram apreendidos. Pelas placas dos veículos foram identificados os seus proprietários, os quais foram qualificados no REDS (Registro de Eventos de Defesa Social).

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG