09:28hs
Sexta Feira, 20 de Setembro de 2019
Aiuruoca - Notícias
28/03/2013 10h17

Semana Santa atrai centenas de turistas a Airuoca

Cerimônia lembra a entrada de Jesus em Jerusálem, com á presença de muitos turistas.

 

Anualmente, as celebrações da Semana Santa atraem muitos turistas para a região. A rica tradição religiosa mineira, herança do período colonial e barroco, além do inesquecível bucolismo observado na maioria das cidades do interior, são importantes fatores que contribuem para o grande fluxo de visitantes, oriundos das mais diferentes cidades do país, que aproveitam o período para uma maior reflexão, aliada à típica tranquilidade e às opções naturais de turismo que a região oferece.

Cidades como Aiuruoca mantêm importantes cerimônias, que atraem não apenas por sua beleza litúrgica, mas também pela preservação de uma tradição histórica.

No Domingo de Ramos, a cerimônia relembra a entrada de Jesus em Jerusalém, onde durante a missa principal, às 9h, o celebrante procede a bênção dos ramos levados pelos fiéis, na Igreja do Rosário e, em seguida, a procissão de Ramos, da Igreja do Rosário para a Matriz, onde haverá a Santa Missa. Às 19h acontece a Procissão do Senhor do Triunfo, saindo da Igreja do Rosário para a Matriz, onde haverá a Santa Missa.

Na Segunda-feira Santa, a cerimônia relembra a prisão de Jesus, no Horto das Oliveiras, pelos soldados do templo de Jerusalém. Às 5h acontece o toque do silêncio, e às 5:30h a Procissão da Penitência e Santa Missa, onde serão realizadas as Confissões. À noite, 19h, será realizada a Missa e Sermão da Prisão e, em seguida, a Procissão do Senhor Preso, da Matriz para a Igreja do Rosário.

Na Terça-feira, um dos momentos mais emocionantes da Semana Santa: a Procissão do Encontro. As duas imagens são conduzidas na Procissão do Depósito, saem novamente os cortejos trazendo de volta as imagens. A saída será em frente ao Bradesco. Após o sermão, continuação das procissões em direção à Matriz, onde as duas imagens serão expostas à veneração dos fiéis. Às 22h acontece a procissão de Nossa Senhora Das Dores, saindo da Matriz para a Igreja do Rosário, e logo após visita do Coral aos Passarinhos, acompanhada pelo povo.

Na Quarta-feira destacam-se a missa de Unção dos Enfermos, que será celebrada às 15h, e a procissão de Nossa Senhora do Rosário para a Matriz, às 19h, onde haverá o sermão das Dores de Nossa Senhora e Confissões para o Dia da Eucaristia. Geralmente, na maioria das paróquias, a celebração de Unção dos Enfermos é realizada à tarde, para favorecer uma maior participação das pessoas, principalmente aqueles que encontram-se doentes.

 

Com a Quinta-feira tem início o Tríduo Pascal. Às 9h, em Campanha, a Santa Missa da Crisma, presidida pelo Bispo Diocesano e concelebrada por todos os sacerdotes da Diocese e outros presentes, tendo também representações de Leigos de todas as paróquias da Diocese. A celebração litúrgica reúne todos os padres para a comemoração da instituição da Eucaristia e do sacerdócio. Durante esta missa os padres renovam seus votos sacerdotais e são consagrados os Santos Óleos: de Crisma, dos Enfermos e do Batismo, que serão usados ao longo do ano litúrgico. À noite, às 19h, acontece uma das mais belas e emocionantes celebrações da Semana Santa: a solene missa com a cerimônia do Lava-Pés. A liturgia relembra a última ceia que Jesus fez com seus discípulos. Durante o jantar, Cristo instituiu a Eucaristia, o sacerdócio e lavou os pés de cada um dos apóstolos, ensinando a maior lição do cristianismo: o amor e serviço ao próximo.

Na Sexta-feira, dia de jejum e abstinência de carne, a principal cerimônia é a solene Ação Litúrgica. Em todas as igrejas católicas do mundo esta celebração é realizada às 15h e relembra a crucificação e morte de Jesus. Durante a cerimônia é feita a leitura da Paixão, a Oração Universal, a comunhão dos fiéis e a solene adoração da cruz. À noite, ás 20h, o Sermão do Descimento da Cruz, na porta da Matriz e, em seguida, a procissão do Enterro. Após, a imagem de Cristo morto é exposta à veneração pública.

O Sábado Santo é considerado dia de silêncio e reflexão. Relembra o sepultamento de Jesus. Pela manha, às 9h, caminhada da fé, rezando o terço e cantando da Matriz para o cemitério para visitar os mortos, cheios de Esperança na Ressurreição com o Cristo. À noite, ás 20h, é celebrada a solene Vigília Pascal, a mais importante celebração da Igreja Católica. Numa cerimônia marcada por simbologias, destacam-se cinco momentos: a benção do Fogo Novo e do Círio Pascal, onde acende-se uma grande vela branca, que representa Cristo Ressuscitado; a proclamação da Páscoa; a liturgia da Palavra; a renovação das promessas do Batismo e, por fim, a Liturgia Eucarística. Uma solenidade repleta de significados, que prenuncia a ressurreição de Jesus, sua vitória sobre a morte e o triunfo da vida.

O Domingo de Páscoa inaugura o Tempo Pascal, período de 50 dias até a festa de Pentecostes  Às 5h realiza-se a belíssima procissão da Ressurreição com Jesus vivo na eucaristia, passando pelas ruas da cidade e abençoando as famílias. Às 11h, a Santa Missa, celebrada especialmente para os moradores da zona rural. Às 14h, a bênção dos motoristas e seus veículos, na porta da matriz, e às 19h, procissão com as imagens de Jesus Ressuscitado e Nossa Senhora da Alegria, e a Santa Missa em Ação de Graças pelo êxito da Semana Santa.

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG