01:52hs
Domigo, 25 de Agosto de 2019
Baependi - Notícias
13/02/2014 09h42

Personagens que fazem parte da Nossa História - Antônio Nicolielo Filho

Antônio Nicoliello Filho deixou seu legado na cidade de Baependi.

Por Mariana  Ferreira Nicoliello

Antônio Nicoliello Filho nasceu em 04 de fevereiro de 1929 em Baependi, sendo filho de Dagmar Junqueira Nicoliello e Antônio Nicoliello. É o sexto filho de uma família de dez irmãos. 

Mais conhecido como Toninho Nicoliello, este grande homem sempre teve uma personalidade forte que o fez destacar-se sempre em sua vida.

Contam os familiares que em uma ocasião, aos três anos de idade, quando foi visitar as gêmeas nascidas de Sr. Luiz Thimotti e Dona Maria de Almeida Thimotti deram-lhe para pegar no colo uma das meninas, a Maria Terezinha, mas este, sempre voluntarioso, quis pegar no colo Maria Rita, que anos mais tarde tornou-se seu grande amor sua esposa, com a qual teve três filhos: Luiz Antônio, Dagmar Auxiliadora (Dodora) e Giovanni, que se formaram respectivamente em Medicina, Odontologia e Farmácia e Bioquímica.

Toninho Nicoliello foi um marido dedicado e apaixonado, pai trabalhador e amigo e um grande avô para suas três netas: Mariana e Marcela, filhas de Luiz Antônio (Thimotti Nicoliello) e Bela (Maria Floresbela de Souza Ferreira Nicoliello) e Ana Rita, filha de Dodora (Dagmar Auxiliadora Thimotti Nicoliello Lara Leite) e Deado (José Geraldo Lara Leite). Gostava muito de crianças e contava sempre com seu amor de avô para todos os que o cercavam.

Era um homem muito ligado à família sendo para todos um grande conselheiro e amigo, sempre pronto para ajudar. Era de sua vontade que todos da família vivessem juntos, filhos e netos, sendo que pretendia construir a casa destes junto à sua para que pudessem estar sempre unidos.

União inclusive é a palavra que definia Toninho Nicoliello, que foi um grande conciliador e mediador de conflitos.

Estes valores Toninho Nicoliello carregou em sua profissão.  Formou-se em contabilidade e trabalhava arduamente, não apenas como contador, mas também como assessor de advogados em Baependi e região. Estava sempre pronto para aconselhar não apenas de acordo com a lei e os princípios de sua profissão, mas sobretudo de acordo com a ética, o amor e a amizade. Foi apelidado por muitos como “grande desatador dos nós”, pois ele resolvia com simplicidade e eficácia problemas complexos que lhe eram levados, sempre sem se esquecer do lado humano das questões.

Toninho Nicoliello ajudava a todos que o procuravam, especialmente aqueles que mais necessitavam e doou muito de seus serviços ao Hospital Cônego Monte Raso, cujos fundadores da nova sede eram, dentre outros, seu pai Antônio Nicoliello e seu sogro, Luiz Thimotti.

Ele viveu intensamente seus setenta e um anos, falecendo em 11 de março de 2000. Deixou muitas saudades aos familiares e amigos, que sempre guardam uma história engraçada ou curiosa ao seu respeito. Toninho Nicoliello era um homem de espírito lutador e não aceitava injustiças, por isso talvez não fosse um homem deste tempo. Era um cavalheiro, um homem à moda antiga que sempre honrava a palavra via a todos como irmãos de uma grande família. 

 

 

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG