20:04hs
Terça Feira, 17 de Setembro de 2019
Baependi - Notícias
18/04/2013 09h54

Personagens que fazem parte da Nossa História - César Salomé

César Salomé foi uma grande personalidade da cidade de Baependi.

Comerciante, músico, futebolista, poeta, amante da natureza e da vida. Nascido em Baependi em 17 de julho de 1916, filho dos imigrantes libaneses Miguel Salomé e Zulmira Salomé. Em 11 de abril de 1944, César Salomé casou-se com Glória Ferreira Salomé, com quem teve cinco filhos: Carlos César (falecido ainda criança), Paulo César, Zulmira, Elias e César, sendo dois professores, dois engenheiros e um advogado.

Ainda jovem, César atuou como farmacêutico prático, na Farmácia São Vicente, em Baependi. Anos mais tarde assumiu o comércio de seu pai, Miguel Salomé, um empório na esquina da Praça Monsenhor Marcos. Ingressou na música muito cedo, fazendo parte da Corporação Musical Carlos Gomes por mais de 80 anos. Foi integrante do famoso conjunto musical baependiano “Bando da Lua” e membro fundador do “Grupo de Seresta Orlando Silva”, de Baependi, onde fez muitos amigos durante todos esses anos.

No esporte, participou da fundação do “Botafogo” e do “América”, sempre incentivando qualquer desportista através do seu “Bar dos Esportes”, um bar que funcionava em frente à praça Monsenhor Marcos, onde César se juntava com amigos e clientes para discutirem sobre futebol, entre outras coisas.

Fez parte da criação da “Sociedade Caritativa Sagrado Coração de Jesus”, Hospital, e por mais de 30 anos exerceu as funções de “Juiz de Paz” e “Chefe do Comissariado de Menores de Baependi”.

César trabalhou muito para ajudar a sustentar a família e a estudar os irmãos mais novos. Tocava em serestas, bailes, carnavais, festas da cidade e semana santa. Tocou na última procissão realizada na Igreja original, construída por Nhá Chica, em 1935, e numa matinê de carnaval no Aeroclube de Baependi, com a presença, no grupo, do consagrado músico brasileiro Pixinguinha. Inaugurou a “Casa Salomé Calçados”, em 1965, sendo uma das primeiras lojas especializadas da região. Deixou um grande número de composições musicais, como dobrados, valsas, chorinhos, hinos, marchinhas de carnaval, etc, e também poemas e contos. Inclusive a História de Nhá Chica em poesia, que pode ser encontrada na Casinha de Nhá Chica e o Hino de Baependi (oficial) aprovado pela Câmara.

Pela sua atuação na comunidade recebeu inúmeros títulos, placas e condecorações, sendo o último em 20 de novembro de 2010, Dia Nacional da Consciência Negra, na Câmara Municipal de Baependi, quando foi homenageado pelas Personalidades Negras em destaque em Baependi e região.

César faleceu em 6 de dezembro de 2010, deixando para seus filhos o bom exemplo de integridade, bondade e amor ao próximo. Sempre amou a verdade, o trabalho e a batalha pela vida. Deixou em nossos corações uma lembrança viva e uma afeição que jamais se extinguirá.

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG