20:40hs
Terça Feira, 17 de Setembro de 2019
Baependi - Notícias
23/05/2013 11h21

Personagens que fazem parte da Nossa História - Maria da Conceição Ferreira Rocha

Maria da Conceição está marcada na história da cidade de Baependi.

Maria da Conceição, mais conhecida como “Lilia”, nasceu na cidade de Baependi no dia 09 de dezembro de 1930. Filha de Rozendo Ferreira Pena e Helena Ferreira Pena.

Desde os tempos de criança, Lilia se mostrou uma pessoa alegre e comunicativa. Sempre rodeada de amigos, jamais fez qualquer distinção entre letrados e humildes, pobres ou ricos. Tratava a todos com imenso carinho e consideração. Estava sempre presente nos mais variados momentos, seja dando um conselho nas horas difíceis, ou mesmo um incentivo de esperança, refletido de seu otimismo constante, por isso sempre querida em rodas de amigos e na família.

Lilia estudou no Ginásio Santo Inácio, atual Escola Santo Inácio e se destacava como aluna estudiosa e sempre presente nas atividades escolares. Gostava  de participar de peças de teatro e  de festas promovidas pelo Ginásio, sempre com muita dedicação e entusiasmo.

Em 28 de julho de 1952, aos 22 anos Lilia casou-se com José de Oliveira Rocha, com quem teve duas filhas: Fátima Francisca e Maria Aparecida; e quatro netos: Gustavo, Fernando, Ricardo e Raphael Augusto. Em família ela se mostrava uma esposa, mãe e avó carinhosa e dedicada que amou e foi muito amada por todos a sua volta.

Lilia tinha como sua profissão e paixão a pedagogia, foi uma professora exemplar, deixou boas lembranças e saudades em todas as escolas que lecionou: Colégio Santo Inácio, Colégio Nossa Senhora de Montserrat, Escola Estadual Senador Alfredo Catão, Escola Estadual Tenente Coronel Jorge Maia, além de aulas particulares em sua residência. Como coordenadora do Órgão Municipal de Educação foi uma batalhadora incansável.

Muito religiosa, Lilia teve uma participação marcante e significativa como membro da Comissão da Dramatização da Paixão e Morte de Jesus Cristo (Quadro Vivo).Com uma dedicação ímpar, participou da Comissão de Conservação e Restauração da Igreja Matriz. Colaborou na fundação do Coral Montserrat e juntamente com um grupo de amigas, durante um determinado tempo, ornamentou as Igrejas e festas para casamentos.

Muito devota de Nhá Chica, sempre sonhou com a Beatificação e, movida por esta fé e muito amor, mesmo antes do início do processo, já realizava trabalho voluntário de registro de graças recebidas por intercessão de Nhá Chica. Quando da primeira reunião que deu início ao Processo de Beatificação, realizada em Campanha MG, esteve presente, fazendo parte da comissão. Não concluiu esta missão tão esperada em virtude de seu falecimento repentino.

Lilia faleceu em 07 de outubro de 1993, aos 62 anos de idade sofrendo infarto fulminante e deixando muitas saudades e um exemplo de vida para todos os baependianos.

Lilia sempre será uma filha querida de nossa Baependi.

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG