20:31hs
Segunda Feira, 18 de Novembro de 2019
Carvalhos - Notícias
21/08/2014 17h20

Novo golpe: sistema bancário de informações sobre depósitos atrai estelionatário

Anderson Diniz Vilela de Carvalhos, quase sofreu o novo golpe que está sendo aplicado.

O novo golpe que vem sendo aplicado na região é inspirado por alguns sistemas utilizados por bancos no controle de depósitos nas contas dos clientes através de caixas eletrônicos.

Anderson Diniz Vilela, proprietário da Casa Vilela Móveis e Eletrodomésticos, de Carvalhos, na semana passada recebeu a visita de um homem, de boa aparência, muito eloquente e de bom português, que disse ser proprietário de uma fazenda próxima a Serranos e estava interessado em comprar cadeiras. Após a negociação os valores somaram R$ 550,00, e o homem informou que faria o pagamento por depósito bancário e que um funcionário de sua fazenda passaria na loja para pegar o que foi comprado.

No dia seguinte Anderson recebe uma ligação do comprador dizendo que o pagamento já teria sido feito, porém, devido a um engano no momento da operação o valor das cadeiras teria sido depositado junto com outros R$ 4.000,00 na conta de Anderson, valor este que, segundo o estranho, deveria ter sido colocado na conta de uma marmoraria.

O homem sugeriu então ao proprietário da loja que checasse em sua conta, do banco Bradesco – o que foi feito de imediato, via internet - o depósito realizado, num total de R$ 4.550,00, através de envelope em caixa eletrônico, e solicitou que a diferença lhe fosse devolvida.

Desconfiado, apesar deste depósito já constar no extrato consultado, Anderson resolveu aguardar a confirmação do banco de que o envelope teria sido colocado, com o dinheiro, no caixa. Porém, cerca de sete horas após veio o comunicado de que o envelope estava vazio.

Para Anderson Diniz, que escapou de um estelionato, o sistema de informação ao cliente utilizado pelo Bradesco, que faz constar no extrato um valor, como depositado, e o inclui imediata e automaticamente a um saldo já existente, abre uma brecha extremamente perigosa à segurança dos clientes. O caso está sendo investigado.

 

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG