22:45hs
Segunda Feira, 18 de Novembro de 2019
Caxambu - Notícias
09/08/2017 10h11

Temporada de pipas chama atenção da Polícia Militar de Caxambu

Linhas cortantes são o principal alvo da PM, que tenta coibir a utilização do material

A combinação de férias escolares e intensidade dos ventos é perfeita para o aumento de crianças e jovens que saem às ruas para soltar pipas. A utilização de cerol e outros produtos aplicados nas linhas também se torna comum nesta época do ano. A Polícia Militar de Caxambu tenta coibir a utilização de linhas cortantes em operações realizadas na cidade.

Em apenas um dia, a corporação apreendeu mais de 15 rolos com linhas cortantes. A operação “Soltar Pipas” aconteceu no domingo (23), no bairro Jardim Alvorada. Além de fiscalizar o uso de linhas do tipo, a ação verificou veículos com equipamentos de som com volume não autorizado por lei, uso de drogas e outras práticas ilícitas.  

Segundo o Comandante da Polícia Militar de Caxambu, Luiz Carlos da Silva, a operação no bairro será mantida até agosto e considera também reclamações de moradores do local, que são perturbados com som alto. “A ideia é manter o policiamento no Jardim Alvorada enquanto houver a solta de pipas justamente pelo fato do uso de cerol nas linhas. Estamos orientando e advertindo as pessoas do local. Recebemos também muitas reclamações de moradores que se sentem perturbados com o barulho de som alto vindo de carros que ficam no local”, afirma.

O risco de acidente é iminente, como informado pelo Comandante da PM, já que foi apreendida alta quantidade de linha conhecida como “chilena”. A linha é feita com cola de madeira e óxido de alumínio e corta quatro vezes mais do que o tradicional cerol.

O local utilizado para empinar pipas fica em um morro, acima de uma rodovia, com grande volume de tráfego carros e motos. Por ser um campo aberto muitas pessoas ligam o som alto – gerando conflito com moradores da região.

De acordo com a PM, 100 veículos foram fiscalizados aproximadamente. Desse total, cinco foram apreendidos, uma carteira de motorista e quatro documentos de carros recolhidos. Ainda segundo a corporação, autuações de trânsito foram registradas. O número de infrações não foi divulgado.
“A operação continuará durante todos os dias nos demais bairros da cidade, com ênfase, principalmente, nos fins de semana, no Jardim Alvorada. Por ter uma rodovia próxima ao local existe o risco de acidente. As linhas transpassam pela via e motociclistas podem ser atingidos. Além disso, as crianças também correm risco de sofrer algum tipo de acidente”, explica o Comandante da PM, Luiz Carlos.

A Polícia Militar recomenda que a prática de soltar pipa seja realizada em locais onde não haja rede elétrica, nem vias de tráfego, e solicita aos pais que orientem seus filhos em relação aos riscos a terceiros e a si mesmos. É importante ressaltar também que a venda de linhas cortantes e o uso das mesas é considerado crime.

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG