23:45hs
Quarta Feira, 13 de Novembro de 2019

Leia nossas últimas edições

Correio do Papagaio - Edição 1390
Correio do Papagaio - Edição 1393
Ciência e Tecnologia
23/10/2012 17h38

Ciência e Tecnologia Governo e empresas vão adquirir navio de pesquisas de R$ 162 milhões

Governo e empresas vão adquirir navio de pesquisas de R$ 162 milhões

Petrobras, Vale, Marinha e Ministério da Ciência vão investir recursos.
Previsão do governo é que navio seja entregue em 2013.

 

 

 O Brasil vai ganhar em 2013 um novo navio oceanográfico de alta tecnologia que custará R$ 162 milhões e, segundo o governo federal, vai aumentar o conhecimento sobre as águas do país, além de elevar os recursos humanos nesta área, que passou a ser estratégica.

Nesta segunda-feira (22), o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) divulgou nota informando que um acordo de cooperação está previsto para ser assinado entre o governo federal, a Marinha e as empresas Petrobras e Vale para a aquisição da embarcação.

A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) será a responsável pelo repasse dos recursos do MCTI, de R$ 27 milhões. Essa é a mesma quantia a ser aportada pela Marinha, enquanto a Vale entrará com R$ 38 milhões e a Petrobras com R$ 70 milhões.

Interesse no petróleo

Com 78 metros de comprimento, o navio poderá acomodar até 146 pessoas, sendo que deste total, 60 serão pesquisadores, técnicos e estudantes. Segundo o governo, vão montados no navio cinco laboratórios.

Segundo o MCTI, o navio será equipado com o que há de mais avançado em tecnologia de experimentação marinha e terá como objetivo estudar a região do Atlântico Sul e Tropical -- com ênfase em trabalhos de levantamento de recursos minerais e bioprospecção em águas sob jurisdição brasileira.

O interesse do país no Atlântico aumentou significativamente desde que Petrobras descobriu reservas de petróleo no pré-sal, fato que pode transformar o país em um dos maiores exportadores mundiais de petróleo. Com a ajuda da embarcação, os pesquisadores poderão fazer estudos nas áreas de química, geologia, biologia e física marinha, segundo o governo.

Atualmente, o Brasil conta com quatro navios que podem ser usados em estudos oceanográficos e polares por pesquisadores de diferentes universidades e centros científicos do país. Três destas embarcações são operadas pela Marinha. A quarta embarcação oceanográfica brasileira é o navio Alpha Crucis, recentemente adquirido pela Universidade de São Paulo (USP).
















Fonte:  G1

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG