02:16hs
Terça Feira, 24 de Maio de 2022

Leia nossas últimas edições

Leia agora o Correio do Papagaio - Edição 1643
Esportes
16/11/2014 21h50

Atlético-MG empata com Figueirense e se afasta do G4

O Atlético-MG levou um susto ao receber o Figueirense neste domingo. Com um time composto quase todo por jogadores reservas, o time da casa viu o rival abrir o placar no Independência e conseguiu arrancar apenas um empate em 1 a 1 em um jogo bastante movimentado e com amplo domínio dos mineiros, apesar do resultado. O empate só saiu após o técnico Levir Culpi por em campo titulares que pretendia poupar para evitar maior desgaste.

Levir optou pelo grupo reserva por causa do cansaço dos jogadores que participaram da primeira partida da final da Copa do Brasil contra o Cruzeiro, na quarta-feira (12), vencida pelo por 2 a 0. Mas o placar da 34.ª rodada impediu o Atlético de se aproximar do G4 do Campeonato Brasileiro.

Com 58 pontos, a equipe subiu da sétima para a sexta posição. Porém, viu Cruzeiro, São Paulo, Inter, Grêmio e Corinthians, os cinco primeiros, se distanciarem com vitórias. Para o Figueirense, o empate fora de casa foi bom resultado, já que o time está em 13.º, com 40 pontos, e luta para se manter na Série A do Brasileirão. A Chapecoense, primeira da zona de degola, tem 36.

O foco em pontuar para afastar o risco de rebaixamento fez com que o time visitante entrasse em campo em campo totalmente retrancado e com forte marcação na saída de bola do Atlético. E a eficiência do Figueirense em impedir que o Atlético criasse jogadas fez com que os donos da casa arriscassem de longe, sem levar perigo real ao gol de Tiago Volpi.

Nas poucas oportunidades em que conseguiram por a bola na área na primeira etapa, os mineiros não conseguiram aproveitar e viram a zaga adversária matar as jogadas sem dificuldade.

As jogadas de maior risco à defesa do Figueirense no primeiro tempo tiveram a assinatura de Dodô, por quem passava a maioria das armações atleticanas. Numa delas, o meia bateu cruzado e a bola passou quase raspando na trave, fazendo parte da torcida prender a respiração.

O Atlético se manteve no ataque e dominou o jogo durante praticamente toda a etapa inicial, apesar da falta de efetividade. Mas, no último minuto do tempo regulamentar, a defesa alvinegra se perdeu e Jefferson aproveitou para marcar um golaço. O volante, que atuou improvisado na lateral direita, bateu forte de fora da área e acertou o ângulo esquerdo de Victor.

Diante da perspectiva de um adversário ainda mais fechado no segundo tempo para segurar o resultado, Levir Culpi mandou o time retornar a campo ainda mais ofensivo, com as presenças de Luan e Carlos nos lugares, respectivamente, de Eduardo e Marion. As mudanças deixaram o ataque bem mais veloz e logo aos seis minutos os anfitriões conseguiram o empate como Dodô, que completou com voleio um toque de cabeça de Josué para a área catarinense.

O gol deu mais ânimo ao time que, embalado pela torcida, passou a pressionar mais o Figueirense, dando mais trabalho para a defesa catarinense. Diante das investidas atleticanas, o técnico do Figueirense, Argel Fucks, fechou mais o time e pôs Yago em campo apostando nos contra-ataques.

A estratégia catarinense fez efeito, pois o Atlético passou a encontrar muito mais dificuldade para criar oportunidades. E à medida que o tempo corria e o time da casa perdia o ritmo, o Figueirense adiantou a marcação, matando a maior parte das jogadas adversárias ainda no meio de campo até o árbitro encerrar o confronto.

"O jogo foi péssimo. Fomos castigados com um gol. Apenas uma bola e o jogador do Figueirense foi feliz com um chute indefensável. Com o Flamengo agora, na quarta-feira (19), temos que recuperar esses pontos", avaliou Pierre após a partida.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-MG 1 X 1 FIGUEIRENSE

ATLÉTICO-MG - Victor; Alex Silva, Edcarlos, Tiago e Pedro Botelho; Pierre, Josué, Eduardo (Luan) e Rafael Carioca (Dátolo); Dodô e Marion (Carlos). Técnico - Levir Culpi.

FIGUEIRENSE - Tiago Volpi; Jefferson, Marquinhos, Nirley e Roberto Cereceda (Marquinhos Pedroso); França, Dener, Felipe e Pablo; Clayton (Mazola) e Marcão (Yago). Técnico - Argel Fucks.

GOLS - Jefferson, aos 45 minutos do primeiro tempo; Dodô, aos 6 minutos do segundo tempo.
ÁRBITRO - Thiago Duarte Peixoto (SP).
CARTÕES AMARELOS - Nirley, Roberto Cereceda e Jefferson (Figueirense).
RENDA - R$ 347.212.
PÚBLICO - 17.327 pagantes.
LOCAL - Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

Fonte: Estadão Conteúdo
PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone: (35) 99965-4038
E-mail: comercial@correiodopapagaio.com.br
R. Dr. Olavo Gomes Pinto, 61 - Sala 207 - Centro - São Lourenço - MG