18:28hs
Sábado, 21 de Maio de 2022

Leia nossas últimas edições

Leia agora o Correio do Papagaio - Edição 1643
Esportes
17/11/2014 20h55

Com 17 anos, Malcom vira protagonista no Corinthians

Principal promessa das categorias de base do Corinthians, o atacante Malcom, de 17 anos, enfrentou nesta segunda-feira um adversário mais difícil, na opinião dele, que os zagueiros: os microfones. "É um pouco de vergonha". Foi sua primeira entrevista coletiva no CT desde que integrou o elenco profissional. O bate-papo com os jornalistas aconteceu à beira do gramado e não na sala de entrevistas. Ele disse que se sente mais confortável no ambiente menos formal.

Sobre a chance no time principal, Malcom disse que a "ficha ainda não caiu" e ainda tenta conciliar a vida de um adolescente de sua idade com a responsabilidade de um jogador profissional. "Eu abri mão de muita coisa para estar aqui. Mas nas férias vou à Vila Formosa (bairro da zona leste de São Paulo) empinar pipa, jogar pelada, bolinha de gude... É embaçado ficar só treinando".

A transformação em jogador profissional aconteceu sob pressão em um time que ficou com poucos atacantes com as saídas de Romarinho, Alexandre Pato e Emerson. Dos "medalhões", só restou Guerrero, na seleção peruana. Malcom virou opção. Voltou a ser titular e marcou seu segundo gol pelo time no último domingo contra o Bahia, em Salvador.

Nesta quarta, contra o Goiás, será novamente titular. O garoto disse que está pronto para assumir a responsabilidade. "Eu escuto bastante o Fábio Santos, o Renato Augusto, o Cássio. Eles falam comigo. Estou tranquilo, com a cabeça boa. Procuro fazer meu trabalho e fazer os gols".

Sobre o seu gol contra o Bahia, Malcom disse que ele foi fruto do entrosamento nos treinamentos com o goleiro Cássio. Ele recebeu um lançamento, ainda no campo de defesa, e disparou em direção ao ataque. "Toda vez que tem bola parada, eu fico no rebote. Quando a bola vai nas mãos do Cássio, eu levanto o braço e corro. Foi um belo lançamento, quase um passe. Tive tranquilidade. Já o vi o gol umas dez vezes", afirmou.

Malcom afirmou que conversou com Cássio depois do jogo e o goleiro lhe deu os parabéns. "90% do gol foi dele", disse o atacante.

Fonte: Estadão Conteúdo
PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone: (35) 99965-4038
E-mail: comercial@correiodopapagaio.com.br
R. Dr. Olavo Gomes Pinto, 61 - Sala 207 - Centro - São Lourenço - MG