20:08hs
Sábado, 21 de Maio de 2022

Leia nossas últimas edições

Leia agora o Correio do Papagaio - Edição 1643
Esportes
11/11/2014 08h50

Massa rejeita ajuda a Rosberg no GP de Abu Dabi

Felipe Massa deu o recado a Nico Rosberg: não vai ajudar o alemão a conquistar o título da temporada da Fórmula 1. "Convocado" pelo rival para ficar em segundo lugar no GP de Abu Dabi no dia 23, o brasileiro avisa que vai brigar pela vitória na última corrida do ano, independente da disputa entre Rosberg e o inglês Lewis Hamilton.

Os dois pilotos da Mercedes vão definir o título na prova nos Emirados Árabes Unidos, daqui a duas semanas. Por estar em segundo no campeonato, a 17 pontos do líder Hamilton, Rosberg, precisa de uma combinação de resultados para levar o troféu. Ele deve vencer a corrida e torcer para o inglês não passar da terceira colocação.

Após faturar o GP do Brasil, no domingo, o piloto alemão elegeu Felipe Massa como o melhor candidato para terminar a corrida em segundo, entre os dois pilotos da Mercedes, alcançando justamente o resultado que tanto espera. "Preciso motivar o Felipe e fazer com que ele tenha um momento relaxante para fazer um fim de semana esplêndido em Abu Dabi", dissera Rosberg.

Massa, contudo, não pretende facilitar a vida do piloto da Mercedes. "Ele não vai me comprar, não vou ajudar ninguém. Quero ganhar a corrida", avisou o brasileiro. "Ninguém me ajudou quando estava assim no campeonato, só me prejudicou, um certo alemão. Alemão ainda...", enfatizou, em entrevista ao Sportv.

Ele se referia a Timo Glock, personagem central na definição do título do Mundial de 2008. Naquele ano, Massa e Hamilton brigavam pelo troféu. E o brasileiro ficou muito perto de comemorar a conquista quando venceu o GP do Brasil. Só não levou porque o inglês passou justamente Glock na última curva do traçado antes da bandeirada. Se o alemão tivesse resistido à investida de Hamilton, Massa teria festejado o título.

Seis anos depois desta disputa apertada, o brasileiro afirmou que Hamilton merece o segundo título na Fórmula 1, por conta das 10 vitórias obtidas neste ano. "Acho que o Hamilton merece pelo campeonato que fez. Mas às vezes as coisas acontecem de uma maneira diferente e a gente já viu isso em vários campeonatos", ponderou.

Fonte: Estadão Conteúdo
PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone: (35) 99965-4038
E-mail: comercial@correiodopapagaio.com.br
R. Dr. Olavo Gomes Pinto, 61 - Sala 207 - Centro - São Lourenço - MG