18:55hs
Sábado, 21 de Maio de 2022

Leia nossas últimas edições

Leia agora o Correio do Papagaio - Edição 1643
Esportes
20/11/2014 00h05

São Paulo é dominado e perde 1ª semi da Sul-Americana

O São Paulo largou em desvantagem na semifinal da Copa Sul-Americana nesta quarta-feira, mas com certeza deixou o gramado do Estádio Atanásio Girardot, em Medellín, com a consciência de que o estrago poderia ter sido bem maior. A equipe foi dominada em boa parte dos 90 minutos pelo Atlético Nacional, que cansou de perder gols, marcou apenas um e saiu com a vitória por 1 a 0.

Com o resultado, o São Paulo precisa vencer por dois gols de diferença na volta, quarta-feira que vem, no Morumbi, para evitar ser eliminado na semifinal da competição pelo segundo ano seguido - ano passado perdeu para a Ponte Preta. Quem avançar, enfrentará na decisão o vencedor do clássico argentino entre Boca Juniors e River Plate, que fazem o primeiro jogo da semifinal nesta quinta, em La Bombonera.

Antes do segundo jogo, no entanto, o São Paulo seguirá com sua maratona de jogos, já que volta ao Brasil e atuará no domingo pelo Campeonato Brasileiro. Ainda sonhando com o título, a equipe fará clássico com o Santos, às 17 horas, na Arena Pantanal, em Cuiabá.

O JOGO - Os primeiros minutos foram bastante corridos e abertos. O São Paulo criou bom momento logo aos seis. Após boa jogada entre Ganso e Luis Fabiano, o meia encontrou Kaká na entrada da área. Ele bateu de esquerda sem grande potência, e Armani espalmou. Aos 10, o Atlético Nacional respondeu com Murillo, que aproveitou escanteio da direita e cabeceou bem, mas sem força. Rogério voou para agarrar.

A velocidade pareceu ter assustado o dois times, que reduziram drasticamente o ritmo. O Atlético Nacional tinha amplo domínio da posse, rondava a intermediária, mas não conseguia criar. Até porque o São Paulo se fechava na defesa e apostava nos contra-ataques. Em um deles, Kaká lançou Alan Kardec, que tentou driblar o goleiro e foi calçado na intermediária. O estádio todo viu, menos o árbitro, que não marcou nada.

Quando o jogo parecia totalmente controlado pelo São Paulo, o Atlético Nacional se aproveitou um erro da defesa para marcar o primeiro aos 34 minutos. Após chutão para frente e desvio na intermediária, Edson Silva ficou procurando a bola, Rogério ameaçou sair, voltou para o gol e depois tentou sair novamente. Em meio a esta indecisão geral, Ruiz foi esperto e tocou por cobertura.

O gol causou um apagão no São Paulo, que deixou de exibir a segurança defensiva de até então. Aos 39, os colombianos chegaram duas vezes. Na primeira, Copete passou por Michel Bastos e entregaria para Ruiz marcar, mas Rogério interceptou muito bem. No lance seguinte, Arias bateu de fora da área e o goleiro foi obrigado a mandar para escanteio.

O São Paulo voltou dormindo para o segundo tempo, o Atlético Nacional aproveitou para seguir pressionando e quase ampliou aos nove minutos, quando Arias cruzou rasteiro e Hudson quase bateu contra o próprio gol. No minuto seguinte, Pérez recebeu pela direita e, mesmo com pouco ângulo, arriscou. A bola passou rente à trave.

A pressão não diminuía e o São Paulo tentava se segurar para que o prejuízo não aumentasse. Aos 19, o maior susto, quando Cardona arriscou de fora da área e acertou a trave. Mais dois minutos, e Arias bateu cruzado mesmo sem ângulo. Rogério, meio sem jeito, desviou para escanteio.

Depois de tantas chances perdidas, os donos da casa diminuíram um pouco o ritmo, ao mesmo tempo em que o São Paulo acordou. E se os colombianos já não atacavam tanto, o time paulista ameaçou uma pressão. Agora, era o Atlético Nacional que apostava nos contra-ataques e teve o melhor deles aos 36, quando Cárdenas tocou para Valencia, que bateu em cima de Rogério.

Aos 39, em cobrança de falta de Cardenas, Rogério ainda precisou fazer nova boa intervenção para evitar o segundo. Foi a última de muitas chances do Atlético Nacional. Pelo lado são-paulino, uma espécie de alívio pelo placar que poderia ter sido muito pior.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO NACIONAL 1 X 0 SÃO PAULO

ATLÉTICO NACIONAL - Armani; Najera, Henríquez, Murillo e Farid Díaz; Pérez, Diego Arias e Cardona; Berrío (Cardenas), Luis Ruiz (Guisao) e Copete (Valencia). Técnico: Juan Carlos Osorio.

SÃO PAULO - Rogério Ceni; Hudson, Rafael Toloi, Edson Silva e Michel Bastos; Denilson, Souza, Kaká (Osvaldo) e Paulo Henrique Ganso; Alan Kardec (Alvaro Pereira) e Luis Fabiano (Alexandre Pato). Técnico: Muricy Ramalho.

GOLS - Luis Ruiz, aos 34 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Daniel Fedorczuk (Fifa/Uruguai).

CARTÕES AMARELOS - Ruiz, Najera, Henríquez (Atlético Nacional); Hudson, Kaká (São Paulo).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Atanásio Girardot, em Medellín (COL).

Fonte: Estadão Conteúdo
PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone: (35) 99965-4038
E-mail: comercial@correiodopapagaio.com.br
R. Dr. Olavo Gomes Pinto, 61 - Sala 207 - Centro - São Lourenço - MG