20:19hs
Segunda Feira, 18 de Novembro de 2019
Itanhandu - Notícias
28/11/2017 14h24

Congresso Estadual de Enfrentamendo a violência contra a mulher

Com um público de mais de 200 pessoas evento reuniu representantes de 28 municípios dos estados de Minas e São Paulo

A cidade de Itanhandu recebeu o I Congresso Estadual de enfrentamento a violência contra a mulher no último dia 14 de novembro. O evento aconteceu no salão de festas Campestre e contou com um público de 240 pessoas vindas de 28 municípios mineiros e paulistas.
A Orquestra Jovem da Fundação Caio Martins, de Esmeraldas-MG, recepcionou os participantes do congresso com muita música de qualidade e deu início a um dia de debates e reflexões pertinentes e necessárias em um país que ainda não possui políticas públicas capazes de amparar crianças, jovens e mulheres vítimas de violências diárias, sejam elas físicas ou não.
O primeiro momento de fala foi de Anna Luiza Calixto Amaral, a mais nova palestrante do congresso. Com 17 anos, Anna é escritora e palestrante, possui quatro livros publicados na área de sistema de garantia de direitos de crianças e adolescentes e promove o projeto social Cinco Passos, que já atendeu mais de 15 mil alunos. “Foi uma honra e um privilégio ser convidada para fazer parte do congresso ao lado de amigos meus. O Congresso é uma oportunidade de somar saberes e multiplicar experiências de luta”, comenta Anna.
A conversa seguiu com Carlos José e Silva Fortes, promotor de justiça do Estado de Minas desde 1991 e coordenador do movimento nacional “Todos contra a pedofilia”. Casé Fortes, como é conhecido, trouxe aos participantes histórias fortes de reais de casos de violação de direitos de crianças e adolescentes, aguçando em cada um dos participantes o desejo de lutar por um mundo melhor para os jovens.
Durante a tarde, reflexões sobre o machismo, a violência e psicologia foram lucidadas com muita responsabilidade pela psicóloga Rebeca Rohlfs Gaetani Barbosa, fundadora do Instituto Albam.
Para fechar com chave de ouro, Marcelo Nascimento, presidente da Associação Paulistana de Conselheiros e Ex-Conselheiros Tutelares e também consultor em Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes, colocou todos em pé com uma dinâmica de muita reflexão sobre a responsabilidade de cada um dentro do sistema de garantia de direitos. O congresso foi finalizado com a apresentação teatral dos alunos da AABB de Itanhandu.
O evento é uma iniciativa de Vanessa Lopes Léo, com o patrocínio do BDMG, e a proposta é que esta iniciativa se multiplique cada dia mais em prol de um mundo mais humano e humanizado.

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG