15:19hs
Domigo, 15 de Setembro de 2019
Itanhandu - Notícias
02/02/2018 11h46

Um ano sem “Vida Alves”

Pioneira da TV brasileira, a atriz Vida Alves faleceu na noite do dia 3 de janeiro de 2017

Mineira da cidade de Itanhandu, a atriz iniciou sua trajetória no rádio. No início da década de 1950 passou para as telenovelas e contracenou ao lado de outras grandes estrelas, incluindo Glória Menezes, Eva Wilma e Aracy Balabanian.
Ao longo de 70 anos de carreira, Vida também atuou no cinema, produziu e apresentou programas na TV e a escreveu novelas.
Vida foi a protagonista do primeiro beijo da TV brasileira. O “evento” ocorreu em Sua Vida me Pertence, de 1951, na emissora Tupi. A atriz fazia par romântico Walter Forster, também diretor da trama.
Como no início da TV as atrações eram transmitidas ao vivo, a cena emblemática não foi registrada. Em declarações ao longo da carreira, a atriz chegou a dizer que o pudor da época fez com que o fotógrafo negasse fazer um registro.
Na década de 1960, Vida também foi pioneira ao protagonizar o primeiro beijo gay da TV brasileira. A trama era A Calúnia e sua parceira, a atriz Geórgia Gomide. De acordo com a veterana, o beijo ocorreu em 1964.
Memória viva da TV
Junto com outros artistas, a atriz fundou em 1995 a Associação dos Pioneiros Profissionais e Incentivadores da Televisão Brasileira, conhecida como Pró-TV.
A entidade, que tinha como objetivo preservar a memória da TV brasileira, foi presidida por Vida até setembro de 2016. A atriz também colecionava itens raros do período inicial da TV no Brasil e tinha um museu na própria casa onde morava.

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG