06:00hs
Terça Feira, 23 de Outubro de 2018
Liberdade - Notícias
05/09/2016 18h50

Jubileu do Senhor Bom Jesus do Livramento

Tradicional festa do padroeiro da cidade é celebrada durante todo o mês de setembro, com missas e procissões

Foto: liberdademg.com.br

Procissão com a imagem réplica reúne centenas de fiéis todos os anos durante o Jubileu


O mês de setembro se inicia e Liberdade se prepara para a festa em homenagem ao Senhor Bom Jesus do Livramento, padroeiro da cidade.
De 2 a 11, a Novena ao Senhor Bom Jesus do Livramento será realizada no Santuário, sempre às 19h.
No primeiro domingo do mês, dia 4, haverá missa no Santuário às 10h, com bênção para os romeiros e às 12h almoço na Comunidade da Vargem.
De tarde, a procissão sai da capela da Vargem da Imagem conduzindo a imagem réplica do Senhor Bom Jesus do Livramento até ao Santuário, onde será ministrada a Solene Celebração Eucarística de abertura do Jubileu.
No domingo seguinte, dia 11, missas durante todo o dia, com o encerramento também da novena e, em seguida, confraternização no CAE com música ao vivo.
No dia 14, quarta-feira, dia dedicado ao Senhor Bom Jesus do Livramento, missas às 6h, 8h, 10h, 12h e 14h. Às 16h30min a solene Celebração Eucarística será presidida por Dom Gil Antônio Moreira Arcebispo de Juiz de Fora, concelebrada por padres presentes. Após a missa, grande procissão luminosa, abrilhantada pela Corporação Musical Ministro Barbosa Lima.
No domingo, 18, será o Dia das Comunidades, com grande concentração das comunidades urbanas e rurais no adro do Santuário, seguida de Santa Missa.
No último domingo do mês, 25, às 13h, retorno da imagem réplica para a capela da Comunidade Vargem da Imagem, com procissão, carreata e cavalgada, seguida de Solene Celebração Eucarística de encerramento do Jubileu.
Cada ano o Jubileu atrai centenas de fiéis para Liberdade que celebram com devoção a festa em homenagem ao padroeiro da cidade.

A origem da fé*

Os padres jesuítas, em sua missão de catequese, constroem a ermida do Senhor Bom Jesus Livramento, ainda na primeira metade do século XVIII ,com paredes de pedra e coberta de sapê, abriga uma pequena imagem do Senhor Bom Jesus trazida de Portugal, com cerca de 30 cm de altura e preservada até os dias de hoje. Em volta dessa capela as pessoas começaram a se fixar dando origem a um povoado.
Conta a tradição que a população começou a buscar uma nova imagem do Senhor Bom Jesus de maiores dimensões e não era tarefa muito fácil, na época estas imagens eram esculpidas por raros artistas e levavam tempo e recursos que não havia.
Certo dia, surge no povoado um velho desconhecido peregrino e ninguém sabia de onde ele vinha e quais eram seus objetivos, tomando conhecimento dos desejos do povoado, ele se oferece para fazer a imagem, perguntado pelo preço e condições o homem respondeu que poderiam pagá-lo como puderem, de acordo com o êxito que obtivesse e disse que precisava de apenas de uma peça de madeira e ferramentas de carpinteiro e um local fechado, onde ele pudesse trabalhar para não ser incomodado, imediatamente os habitantes concordaram e lembraram que em uma fazenda próxima, havia uma belíssima árvore que serviria para a confecção da imagem, era um grande cedro que nem mesmo as queimadas para o plantio das roças, conseguia atingir a imponente árvore parecia um milagre, o fogo queimava ao seu redor e quando se aproximava ia se consumindo e se apagando. Os moradores reuniram-se e derrubaram a grande árvore a deixaram em frente a uma capelinha, conforme o acordo afastaram-se todos e o homem trancou-se na oficina improvisada e passou o primeiro e o segundo dia sem que ele desse qualquer sinal de vida, as pessoas começaram a estranhar, ele não havia pedido água e nem alimento e não se ouvia nenhum barulho, no terceiro dia, preocupados com a possibilidade que o velho pudesse estar morto, bateram na porta e nada, nenhuma resposta, os moradores foram falar com o vigário e decidiram arrombar a porta, na ocasião o acordo já não mais importava, a preocupação de todos terminou em assombro, derrubada a porta, não havia ninguém, mas no centro do quarto vazio estava, do tamanho natural de um homem e com grande expressão de dor, uma das mais belas imagens de nosso senhor Jesus Cristo já encontradas. E todos perguntavam quem era aquele velho? De onde vinha? Porque sumiu? E alguém no meio disse: Deve ter sido São José, e a partir daí ficou oficializado, segundo a tradição, que foi São José que veio a esse povoado fazer a imagem do seu próprio filho.
A imagem do Senhor Bom Jesus Livramento deixada pelo velho peregrino, encontra-se hoje no Santuário do Senhor Bom Jesus Livramento na cidade de Liberdade no Sul de Minas, com 1,90 de altura a imagem do Senhor Bom Jesus impressiona muitos estudiosos e a todos por sua tamanha perfeição e admirável expressão de dor.
Sobre o tronco de onde foi extraída a madeira para a construção da imagem, local hoje conhecido como vargem da imagem, foi construída em 1.928 uma outra capela, onde permanece até hoje a raiz do grande cedro onde foi esculpida a imagem do Senhor Bom Jesus Livramento.
Com o aparecimento da imagem, foi estipulada uma data de 12 a 14 de setembro para comemoração e louvor ao Senhor Bom Jesus Livramento, durante esses dias a cidade de Liberdade recebe cerca de 50 mil romeiros e turistas que vão pedir e agradecer graças recebidas ao Senhor Bom Jesus.

*Fonte: liberdademg.com.br

 

Igreja Matriz - Santuário do Senhor Bom Jesus do Livramento


PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG