00:58hs
Domigo, 17 de Novembro de 2019

Leia nossas últimas edições

Correio do Papagaio - Edição 1390
Correio do Papagaio - Edição 1393
Mulher
18/12/2012 09h33

Adeus bagunça: 20 dicas para deixar sua vida organizada em 2013

Especialista em organização e motivação ensina o roteiro para você caminhar para uma vida mais leve e organizada ano que vem

Você tem o costume de fazer jogar coisas fora? Já reparou como se sente mais leve quando arruma seu armário uma vez por ano? E como isso traz uma sensação de alívio e organização interior ao ver que se livrou de todo um passado de coisas? Conhece as regras do desapego e sabe como se livrar do lixo material ao seu redor e também do lixo mental que há dentro de você?

A especialista em motivação e organização Gail Blanke explica no livro “Jogue fora 50 coisas - Livre-se da bagunça, simplifique seu dia a dia e torne sua vida mais feliz” (Editora Ediouro) que tanto o lixo material como o lixo mental não são tão inofensivos quanto parecem ser e que temos que celebrar a importância do ato de jogar as coisas fora em nossas vidas. “Não damos atenção suficiente ao sentimento de leveza e orgulho que o ato de jogar fora certas coisas proporciona. Você não pode avançar para o futuro quando é constantemente arrastado para trás, para o passado”, explica Blanke.

A especialista ressalta a necessidade de se reconhecer a importância de jogar as coisas fora pode proporcionar e a conquista ou sensação de leveza que isso traz. Infelizmente, explica a autora, não dirigimos a força desse espírito novo e mais leve para nos empurrar para frente.

Mas como saber o que jogar fora? Antes de começar a limpeza na sua vida, você deve conhecer as regras do desapego. “Jogar fora o que é negativo ajuda a redescobrir o que é positivo. Quando jogamos fora o lixo material, limpamos nossas mentes. Quando jogamos fora o lixo mental, lavamos nossas almas”, ressalta a especialista.

As regras são simples. Se determinada coisa (seja objeto, crença ou convicção, lembrança, trabalho e até uma pessoa) é um peso para você, a deixa imobilizada ou até simplesmente faz com que você se sinta mal consigo mesma, a autora recomenda que você jogue fora, dê para alguém, venda ou deixe para trás para poder seguir em frente. O mesmo vale para as coisas que irá jogar fora simplesmente porque ficam ali largadas, ocupam espaço e não acrescentam nada de positivo a sua vida.

"Você não tem tempo, energia ou espaço para lixo material e psicológico. Além disso, não procure tornar difícil a decisão de se livrar ou não de alguma coisa. Se você tiver que pesar os prós e os contras por muito tempo ou ficar angustiada pensando sobre o que é certo fazer, não perca tempo, jogue fora", recomenda a autora no livro.

Adeus bagunça: 20 dicas para deixar sua vida organizada em 2013

Sabe como se livrar do lixo material ao seu redor e também do 'lixo mental' que há dentro de você? Reunimos algumas dicas do livro 'Jogue fora 50 coisas – Livre-se da bagunça, simplifique seu dia a dia e torne sua vida mais feliz' (Editora Ediouro), da especialista em motivação e organização, Gail Blanke. Jogue fora o que não mais precisa para chegar em 2013 com a alma leve e o espírito renovado!

Comece pela bagunça do seu quarto

Entre no seu quarto como se fosse a primeira vez. Como você se sente? É o tipo de quarto que ajudaria você a relaxar no fim de um dia frenético? Acha que os móveis, objetos de decoração, bibelôs ou entulhos atrapalham a sensação de calma? Se este for o caso, junte tudo e livre-se dessas coisas.

Quem é você e o que gostaria de ser?

Faça as seguintes perguntas a si mesma: quem sou eu agora e o que eu estou me tornando? Minhas roupas e este quarto representam a forma como eu gostaria de me ver? O que eu tenho que mudar para que isso aconteça? Você não precisa mudar tudo de uma vez, mas realmente tem que começar agora.

Livre-se do que põe você pra baixo

Abra seu armário e puxe todas as gavetas. Examine as roupas, os sapatos e acessórios que encontrar. Pergunte-se: vou me se sentir bem quando pensar em usá-los? Alguns destes itens geram um sentimento pesado, levemente depressivo e levam você de volta ao passado? As coisas que são um peso a você, fisicamente ou emocionalmente, têm que ir embora! Nem todo mundo pode comprar um guarda-roupa novo de uma só vez, mas podemos nos livrar das coisas que nos põem para baixo.

Classifique: lixo, doação ou reciclagem

Forme uma pilha organizada de roupas, coloque as bijuterias e acessórios velhos em caixas, junte os objetos de decoração que não têm mais nada a ver com você e coloque etiquetas identificando cada caixa ou saco. Classifique tudo depois de acordo com o fim que dará a eles: para o lixo, uma instituição de caridade ou reciclagem. Você escolhe o fim para começar.

Organize a bagunça no seu banheiro

Primeiro veja as coisas velhas e com prazo de validade vencido como remédios velhos, latas quase vazias de spray para cabelo, pasta de dente, batons quase no fim, amostras grátis de cosméticos que você nunca vai usar. Jogue tudo no lixo! Lembre-se de colocar latas a e afins nas lixeiras adequadas e não jogue remédios controlados no vaso sanitário.

Jogue fora o que você não usa

Agora analise com mais cuidado o que sobrou. Esses remédios são necessários e adequados a como você se sente ou quer se sentir? Os cosméticos e produtos de higiene representam como você quer seu visual agora? Se a resposta for não, você sabe o que fazer: lixo neles!

Mantenha apenas os cosméticos que realmente usa

Aposto que você tem pelo menos cinco xampus e condicionadores diferentes, e aposto que você só usa um ou dois quando lava o cabelo. Livre-se daqueles que não usa mesmo se estiverem pela metade. Você não precisa deles e, para se livrar da bagunça, por que não investir num suporte bonitinho para seu box com compartimentos para tudo aquilo de que realmente precisa?

Decida como você vai se cuidar

Lembre-se de que você está tomando algumas decisões fundamentais sobre si mesma no banheiro. Está decidindo como vai se cuidar, como vai preservar seu bem-estar e evoluir. Guarde as coisas que servem a este objetivo e deixe o resto para trás.

Passos para organizar a bagunça da cozinha

A cozinha, principalmente os armários, parece ser lugar para tudo. Não deixe isso acontecer. Ela é um ótimo espaço para um grande propósito. Várias coisas maravilhosas podem acontecer na cozinha, não deixe nada atrapalhar. Jogue tudo o que for velho e gasto: de panelas amassadas a comida estragada.

Livre-se das sacolinhas plásticas

Aposto que sei o que há embaixo da sua pia: produtos de limpeza, talvez uma lixeira e provavelmente montes de sacos de supermercado. Todos nós guardamos estas sacolas, pois achamos que iremos reutilizá-las algum dia. Mas, falando sério, você nunca irá usar todas e acabará guardando mais e mais. Digo para jogá-las fora e comprar algumas sacolas de tecido legais, as ecobags, para carregar as compras.

Limpe a gaveta do entulho e abra espaços mentais

Sabe aquela famosa gaveta cheia de tudo o que não cabe em nenhum outro lugar? O que você tem nessa gaveta? A maioria vai embora, certo? Você vai se sentir incrivelmente bem ao abrir a gaveta a partir de agora. É como um cantinho vazio da sua mente que você passa a preencher com bons pensamentos. Selecione com cuidado o que vai colocar ali. Aquela gaveta passou de uma vergonha a um exemplo. Não bagunce tudo de novo.

Leve tudo na esportiva

Você pode pensar em mostrar sua lista de coisas jogadas fora da cozinha a alguém da família ou a uma amiga. Use o bom humor, faça-os rir, conte a eles sobre todas as coisas idiotas que você se permitiu guardar ali. Quem sabe você os motive a organizar suas cozinhas também

Escritório: papelada no lixo já!

Dê uma olhada no seu escritório ou ambiente de trabalho e observe os papéis velhos, bibelôs, quinquilharias, souvenir, fotografias, coisas penduradas nas paredes e pergunte-se se deixam você mal ou lhe animam. Se for o primeiro, já sabe o que fazer: lixo neles!

Organize a bagunça na vida profissional

As coisas importantes demais para destruir, mas dolorosas demais para guardar, devem ser colocadas em caixas etiquetadas e guardadas em algum sótão, garagem ou quarto dos fundos. Ou você pode digitalizá-las. O importante é tirá-las da sua vista. Quando terminar de se livrar de todas essas coisas pergunte-se o seguinte: “Quem sou eu agora?”. E responda em claro e bom som: “Sou livre”.

Fracassar é o primeiro passo para o sucesso

Lembre-se: você tem que fracassar. É a única forma de alcançar o sucesso. Não existe perfeição. Alguns jogadores podem ter feito jogadas perfeitas, mas não foram perfeitos o campeonato inteiro. Jogue fora a perfeição.

Não leve os erros para o lado pessoal

Não leve seus supostos erros para o lado pessoal. Se algo não deu certo, faça reajustes e tente de outra maneira. Se gastar toda a sua energia relembrando as coisas que não deram certo, o que devia ou não devia ter feito ou falado, você não terá energia para encontrar novos caminhos para a realização. Livre-se dessas coisas.

Faça uma lista das coisas importantes

Faça uma lista com algumas das coisas mais importantes que aconteceram na sua vida no último ano. Como você interpretou estes acontecimentos? Suas interpretações estavam corretas? Ou houve vezes em que você não encontrou as interpretações “corretas”? Pergunte-se o quanto você se fez infeliz, sem necessidade, realizando uma interpretação negativa. Pergunte-se quanta energia gastou colocando-se para baixo.

Visualize você no futuro ideal

Depois, faça outra lista com o que você considera sua realidade daqui para frente, o que provavelmente vai acontecer nos seus relacionamentos, na sua carreira, saúde, na sua situação financeira.

Comemore a coragem que você já tem

Comprometa-se a manter uma lista de momentos decisivos, além de revisá-la regularmente mesmo quanto você não estiver diante de um grande desafio ou crise. Este é um hábito altamente energizante. Não o abandone.

Celebre suas vitórias

Celebre os momentos decisivos ou compartilhe-os com alguém que ama. Peça que também que compartilhem os deles. De agora em diante, você vai prestar mais atenção. Quando der uma olhada nas coisas com que você se cerca, ou o lixo mental que começou a se acumular novamente na sua mente, você vai se fazer essas perguntas vitais: isso me deixa feliz? Eu preciso disso? Agora você tem a coragem e a vontade.

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG