20:49hs
Quarta Feira, 20 de Novembro de 2019

Leia nossas últimas edições

Correio do Papagaio - Edição 1390
Correio do Papagaio - Edição 1394
Mulher
03/02/2011 16h23

Mulher: Cosméticos com data de validade vencida podem prejudicar a pele

Cosméticos com data de validade vencida podem prejudicar a pele

A data de validade do produto vem impressa na caixa

A data de validade do produto vem impressa na caixa

foto: André Brant/SES MG

BELO HORIZONTE (03/02/11) - Muita gente desconhece os riscos oferecidos por cosméticos com data de validade vencida. Segundo a dermatologista da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Ana Regina Coelho, usar produtos fora do prazo previsto pelo fabricante pode trazer problemas sérios, que vão desde acnes até infecções mais graves.



“Os cosméticos contêm, em sua composição, corantes, conservantes, perfumes entre outros. Essas substâncias têm prazo de validade para agir e são elas que garantem a não instalação de bactérias, fungos, bem como a consistência e a função final do cosmético”, explica.



Segundo Ana Regina, qualquer produto pode causar alergia, seja por irritação, ou por sensibilização, mesmo estando dentro do prazo de validade. Mas ela ressalta que quando se percebe a pele ficando vermelha, edemaciada ou inchada, com bolhas e coceira, é sinal de que algo está fora do normal. “Nesse caso, é preciso suspender o uso de todos os cosméticos e procurar um dermatologista para avaliação, diagnóstico e tratamento”, esclarece.



Além de ter atenção à data de validade, uma das maneiras de evitar problemas é observar a aparência do produto, verificando sua consistência, bem como a cor e o cheiro. De acordo com Ana Regina, o aspecto dos cosméticos sempre denuncia o problema. “O xampu, por exemplo, pode mudar a homogeneidade e decantar. Já os pós, como sombras, blush e pós-compactos, podem começar a esfarelar e ficar mais opacos”, explica.


A dermatologista também faz uma alerta sobre o compartilhamento de cosméticos. Segundo ela, no caso de produtos em pó aplicados com pincéis que podem ser lavados não há problema em emprestá-los, desde que não sejam usados na pele lesada ou irritada.



Já os batons, item que a maioria dos usuários aplica diretamente nos lábios, não devem ser compartilhados. O risco de o produto servir de veículo de transmissão de vírus, bactérias ou fungos é grande.



Vigilância



De acordo com a coordenadora estadual de Vigilância Sanitária em Medicamentos e Congêneres, Maria José Drummond, a obrigatoriedade da impressão da data de validade dos cosméticos é somente na embalagem secundária, ou seja, na caixinha. Por isso, as pessoas devem estar atentas para não descartarem essas embalagens e acabar utilizando produtos vencidos.



A Vigilância Sanitária atua fiscalizando a fabricação (indústria), distribuição, transporte e venda ao público. Quando constatada alguma irregularidade, o infrator está sujeito a penas que variam entre advertência, apreensão do produto, inutilização do produto, interdição total ou parcial do estabelecimento, da atividade e do produto, cancelamento do alvará sanitário e multa.



Maria José ressalta que o consumidor pode ser um grande aliado da Vigilância Sanitária, comprando cosméticos devidamente registrados na Anvisa. Além disso, caso suspeite de alguma irregularidade, deve procurar a Vigilância Sanitária local (município ou Gerência Regional de Saúde) para fazer a denúncia.



Maquie-se com proteção:

• Compre produtos de boa qualidade e adequados ao seu tipo de pele.

• Não utilize nenhum produto sobre a pele irritada ou ferida (lesada).

• Se a pele ficar irritada, interrompa o uso do produto imediatamente e procure um dermatologista para orientação.

• Nunca coloque maquiagem dirigindo. Isso não somente torna a direção mais perigosa, mas também representa risco de arranhar os olhos e causar lesão séria caso o carro passe sobre um buraco ou algum outro defeito na pista.

• Mantenha os cosméticos bem fechados quando estiver usando.

• Mantenha os cosméticos fora do sol e calor. A luz e a alta temperatura podem matar os conservantes que ajudam a combater as bactérias.

• Não deixe cosméticos por muito tempo em um carro quente.

• Não use cosméticos, como sombra, se tiver infecção nos olhos.

• Remova toda a maquiagem que estiver usando quando descobrir o problema.

• Nunca adicione líquido ao produto, a menos que o rótulo diga para fazer isso.

• Jogue fora qualquer maquiagem se a cor mudar ou começar a cheirar diferente.

 

fonte: Agência Minas

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG