07:17hs
Terça Feira, 22 de Outubro de 2019

Leia nossas últimas edições

Correio do Papagaio - Edição 1385
Correio do Papagaio - Edição 1383
Opinião
22/12/2016 11h12

“O Perfil Gerencial do Líder”

Sergio Ribinik*

Nos primórdios dos estudos sobre a teoria gerencial o papel de um gerente era: planejar, organizar, coordenar e controlar.

Como essas atribuições indicavam apenas alguns dos objetivos das atividades executivas, com o tempo foram adicionadas qualificações mais amplas e definidas em algumas categorias de comportamento: o papel interpessoal, o de liderança dos comandados e o de informação.
Nas organizações de hoje, o perfil de um Gerente é reconhecido como sendo o de um profissional que acumula diversas características inerentes a um líder de pessoas e a um líder organizacional sendo o responsável pelos destinos da organização.  

Um líder de pessoas é aquele que sua influência se torna evidente quando ao longo do tempo atrai respeito e afeição como um exemplo de comportamento, estilo, energia, caráter, ética e integridade.

As relações com os colaboradores são próprias a cada estilo que o líder possui ou escolheu, o que pode trazer benefícios na persuasão e articulação sadia das pessoas ou no seu próprio fracasso.

A função de liderança é uma função de poder. Esse poder pode ser exercido de diversas formas. A mais eficiente será sempre aquela que carrega o respeito à diversidade e à dignidade das pessoas. A importância dada às opiniões e aos sentimentos dos outros humanizam a liderança.

Um líder organizacional é aquele capaz de visualizar, desenvolver e alcançar uma organização vitoriosa, que tem certeza do que precisa ser feito, mas que não hesita em mudar se as condições exigirem. É alguém que se fez merecedor de receber a consideração pelos resultados alcançados.  

É aquele que ofereça uma contribuição única, planejando e executando com a sua equipe as políticas e as ações que garantam o futuro brilhante de todos. A organização é o palco onde tudo acontece como reflexo dos vários de ambientes com os quais a empresa se relaciona: econômico, político, social, mercadológico, competidores, técnicos e que não devem alterar as obrigações com os proprietários e acionistas, assim como as trabalhistas, tributárias, legais, éticas e com os fornecedores.

Esta é a seara onde atua o Gerente Líder de pessoas e organizacional, buscando conviver ou falhando em conviver com todos esses elementos na realização dos objetivos traçados. O seu papel crucial com os propósitos organizacionais é a geração criativa de estratégias alternativas nas condições ambientais existentes e antecipando-as.

A instalação desses propósitos bem consolidados toma o lugar da improvisação e isso implica em valores humanos, tais como: persistência, carisma, dedicação, sensibilidade, persuasão, conhecimento, humildade, habilidade administrativa e inteligência analítica em alto grau.
A sua atuação deve proporcionar sentido à sua vida e carreira assim como às dos colaboradores, parceiros e comunidade em que está inserida a organização.

*Engenheiro e Consultor de Empresas - ceo.sergioribinik@gmail.com

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG