02:31hs
Domigo, 25 de Agosto de 2019

Leia nossas últimas edições

Correio do Papagaio - Edição 1370
Correio do Papagaio - Edição 1376
Opinião
20/11/2014 10h47

O “Minhoca” era cobra criada!!

José Luiz Ayres

Existem coisas que ainda acontecem, mesmo estando no século XXI onde a tecnologia avança a passos largos, que não conseguimos compreender como resistem à modernidade, a ponto de levar pessoas até esclarecidas com boa formação cultural a engodos absurdos.

Encontrávamo-nos numa pousada à cidade de Pedra Selada, - localidade disposta no maciço das Agulhas Negras, RJ - a curtirmos as delícias interioranas que aquela bela região montanhosa oferece, quando na varanda da pousada tivemos a atenção despertada por um falante e bem apessoado cidadão de meia idade, que em meio a um grupo de turistas, empolgado e compenetrado, nos parecia passar a eles informações interessantes tal a ênfase expressada, a utilizar-se de recortes de jornais os quais mostrava entusiasmado aos curiosos e ávidos turistas. “An passand”, observamos que o assunto em voga era inerente a ufologia.

Ao inicio da noite, estacionada à frente da pousada, lá estava uma velha Kombi conduzida pelo cidadão falador, onde o grupo que pela manhã o cercava, embarcou. Passavada meia-noite, quando do nosso apartamento os ouvimos chegar, não só pelo falatório empolgado, mas pela ruidosa e barulhenta perua que mais parecia um chocalho rodante, sem levar em conta os pipocos de um motor desregulado.

Pela manhã um dos turistas integrante do grupo, em conversa, entusiasmado e porque não deslumbrado, relevou e nos passou o porquê do entusiasmo. O cidadão falador, segundo dizia, tratava-se de um autodidata e estudioso na ciência ufológica, apresentado como Prof. Riedel, os levou a um ponto estratégico denominado de Pico da Pedra, de onde puderam observar e ver nitidamente durante horas, OVINIs a cruzar o céu com suas luzes brilhantes. Deslumbrado, o turista nos recomendava à aventura, que por simples e escassos R$ 20,00 valeria apena, pois era inacreditavelmente maravilhoso.Hoje, nos revelou que estava convicto e crédulo passando a ser mais um defensor da ufologia...

Só que este dito fenômeno ufológico, nada mais é do que satélites de variadas utilizações cruzando o espaço em sua órbita a grandes alturas e que pela projeção dos raios solares incidentes sobre suas constituições metálicas reluzem fortemente com o negrume do espaço pela noite presente, observado claramente dada a falta de luminosidade ambiental longe da iluminação projetada pelas cidades, cuja densidade da luzerna deixa impraticável a visão a olho nu.

E assim os nossos turistas, novos ufólogos graças a “São Tomé”, colaboraram para engordar o bolso do esperto “Prof. Riedel” um minhoca da terra...

Moral da historia: nem tudo que reluz é UFO, mas pode virar ouro para um “Midas” em Serra Selada.

Ah... Esses “Turistas Urbanoides” quando se veem libertos do seu urbanismo e são facilmente conquistados por espertos “Minhoquences” nessas suas andanças interioranas, sempre nos oferecem momentos “ufologicamente” pitorescos.

 

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG