14:04hs
Terça Feira, 17 de Setembro de 2019

Leia nossas últimas edições

Correio do Papagaio - Edição 1379
Correio do Papagaio - Edição 1380
Opinião
06/02/2014 10h54

Os rápidos correm... Os lentos morrem!

“No futuro teremos dois tipos de empresas: as rápidas e as mortas!”

Por Gilclér Regina

Revisando todo meu material que tenho guardado todos estes anos encontrei esta matéria que havia escrito no dia 26 de outubro de 1997 para minha coluna na época do jornal O Estado do Paraná, chamada de Momentos de Qualidade e viajei por estes anos que passaram.

Percebi que os personagens mudam e a história continua a mesma. Nesse tempo, muitos naufragaram, outros emergiram. Países, empresas, profissionais, relacionamentos... E continua prevalecendo a ideia de inovar ou morrer.

As grandes transformações continuam acontecendo numa velocidade cada vez mais rápida. Mesmo porque os caminhos que nos trouxeram até hoje não serão os mesmos que nos levarão ao futuro.

A grande preocupação hoje já não é mais com a mudança, mas com a velocidade com que ela ocorre. Existe um oceano entre o saber e o fazer. O sucesso é de quem faz. Inteligente não é quem sabe tudo... É quem aplica aquilo que sabe.

Quem ficar esperando para ver o que vai acontecer será simplesmente atropelado... Não vai dar nem tempo de saber se foi atropelado por uma carreta, uma locomotiva ou um carro que voa.

Hoje, os conceitos mudaram e até o porteiro e a copeira precisam ser treinados para atender melhor o cliente, afinal, quem garante o emprego deles é o cliente mesmo, tanto quanto a sobrevivência e a competitividade do negócio.

Sam Walton, fundador da Wal-Mart, disse certa vez: “Clientes podem demitir todos de uma empresa, do alto executivo para baixo, simplesmente gastando seu dinheiro em algum outro lugar”.

Entendo que nos dias atuais, mais do que formar especialistas por áreas de atuação, o ideal é formar uma cultura de pessoas motivadas para atuar. E isso é tão importante quanto à necessidade de tecnologia na empresa. Afinal, cultura é aquilo que as pessoas fazem quando ninguém estiver olhando.

Quanto a tecnologia nós precisamos ser muito amigos, mas continua prevalecendo a ideia de sermos mais amigos ainda dos relacionamentos.

Existem dois tipos de pessoas no mundo, as que fazem e as que reclamam. Assim, as empresas promovem dois tipos de situações para seus clientes: Momentos mágicos e momentos trágicos. Qual dos dois é você?

Você tem dentro de você a riqueza e a miséria. Eu te pergunto: Qual você alimenta mais?

A regra única de sucesso para todo profissional, para toda empresa, em qualquer parte do mundo é: Surpreender o mercado. Nada será mais importante do que isso. E para que isso aconteça, a outra regra mais importante é: Pessoal comprometido.

Não existe negócio, não existem metas, sequer existem objetivos, sonhos, pessoas felizes e ideais que se cumpram se não tiver um pessoal motivado para aprender e comprometido para buscar resultados.

Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

* Gilclér Regina, palestrante de sucesso, escritor com vários livros, CDs e DVDs motivacionais que já venderam mais de cinco milhões de exemplares. Clientes como General Motors, Basf, Bayer, SEBRAE, Caixa, Banco do Brasil compram suas palestras. Mais de 2000 palestras realizadas no país e exterior.

 

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG