21:10hs
Sábado, 04 de Julho de 2020
Pouso Alto - Notícias
20/02/2020 16h27

Produtores da Mantiqueira tem queijo reconhecido e caracterizado como artesanal

Queijo de 9 municípios passam a ter identidade única devido as características em comum

Abertura do Evento na Casa da Cultura de Itamonte

Produtores de queijo de nove municípios do Sul de Minas se reuniram nesta quarta-feira, 19, em Itamonte, para receber o documento de caracterização integrada de municípios na região da Mantiqueira como produtores artesanais. O documento foi entregue pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) de Minas Gerais.

Os produtores de Aiuruoca, Baependi, Boicana de Minas, Carvalhos, Itamonte, Itanhandu, Liberdade, Passa Quatro e Pouso Alto tiveram seus queijos, muitos já premiados internacionalmente, reconhecidos como artesanal. Eles são identificados a partir dos aspectos históricos e culturais da produção. Ainda são levados em conta o processo produtivo do leite e a fabricação do queijo.

Por trás de um queijo artesanal, existem muitas coisas além da produção do leite e a fabricação do produto. Existe uma engrenagem econômica que gira a economia dos municípios proporcionando possibilidades, além do sustento de milhares de famílias, o desenvolvimento do turismo regional com a geração de emprego e renda para as localidades.

De acordo com o técnico da Emater-MG, Feliciano Nogueira de Oliveira, Minas Gerais é o maior produtor de leite e produtos lácteos do Brasil e os queijos artesanais são responsáveis por uma fonte expressiva de valor cultural, social e econômica.

“Há uma estatística que aponta a utilização de um terço do leite produzido no estado na gastronomia, seja ela artesanal, em cozinhas, produção de quitandas, entre outras. A maioria dos produtores são agricultores familiares que vão conquistando mercado e condições legais para ser comercializar os queijos. Torna-se um atrativo cultural e turístico para que as pessoas venham usufruir das belezas da região, como é o caso da Mantiqueira, e apreciar uma gastronomia rica e diferenciada com esses queijos”, disse Feliciano Nogueira de Oliveira.

Os queijos artesanais da Mantiqueira buscam o reconhecimento. Primeiro eles precisam da certificação sanitária para que possam comercializar e posteriormente a Identificação Geográfica a exemplo de Serro, Canastra, Salitre, Campos das Vertentes, entre outros.

“Estamos falando em milhares de queijeiros artesanais e entre eles centenas já foram premiados até fora do Brasil e não temos esse reconhecimento dentro do país. No V Prêmio Queijo Brasil, entre os 340 queijos premiados, mais de 150 foram da nossa região. Isso mostra o quanto e quão os queijos da nossa região são bons e mostra a importância dele não só para o produtor, mas para economia local”, disse Luís Antônio Guimarães, o Tuca, presidente da Associação dos Produtores de Queijo Artesanal Mantiqueira de Minas (Apromam).

O diferencial dos queijos está na forma artesanal de produção e na receita. “O diferencial é ser artesanal e todos os produtores seguirem a mesma receita, que é o pingo ou a isca, que é o soro do dia anterior, e dois por cento disso você adiciona no leite. Essa é uma receita básica onde cada queijeiro e mestre tem sua peculiaridade com seu toquezinho final para caracterizar o queijo dele”, explicou o presidente da Apromam.

O município de Pouso Alto é sede da Apromam. Lá, a tradição de produção de queijo foi iniciada no século XIX. O secretário de Turismo e Cultura, Luís Cláudio de Carvalho, concorda que a iniciativa vai ajudar no desenvolvimento do município.

“Além de união dos produtos locais, essa integração com os produtores dos municípios vizinhos é muito importante para a divulgação de Pouso Alto e das Terras Altas da Mantiqueira, na mídia e em outras regiões. O artesanato e os produtos locais são o carro chefe do Turismo na região, além das nossas belezas naturais”, afirmou o secretário.

O documento de caracterização integrada de municípios na região da Mantiqueira foi entregue em uma reunião promovida pela Apromam e Emater, Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (SEAPA), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA).

Turismo na Mantiqueira

Em 2019, o Ministério do Turismo (MTur) voltou os olhos para a região da Mantiqueira e seus quatro circuito turísticos, lançando o projeto #VisiteMantiqueira. O objetivo é fortalecer a rota da Mantiqueira para concorrer com as principais rotas já estruturadas no país divulgando o destino, através do Ministério, em parceria com grandes empresas estatais e privadas, para o Brasil e para o Mundo.

Os Circuitos Turísticos envolvidos são: Circuito das Águas, Circuito Caminhos da Mantiqueira, Circuito Serras Verdes e Circuito Terras Altas da Mantiqueira e vai envolver cerca de 90 municípios nos três Estados que possuem parte da Serra da Mantiqueira em seus territórios: Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.

A pedra fundamental do #VisiteMantiqueira foi lançado em agosto de 2019 no 2º Encontro Regional de Turismo, realizado na Catedral de Bambu, em São Lourenço, um dia após o lançamento da “A Rota Nhá Chica - Caminho das Virtudes” pelo Sebrae, em Baependi.

O evento contou com a presença dos representantes dos nove municípios integrantes do projeto, alem dos técnicos da Emater, Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (SEAPA), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) e Sebrae

 Entrega do documento de caracterização integrada regional do queijo Mantiqueira de Minas aos municipios de Aiuruoca e Baependi

 Entrega do documento de caracterização integrada regional do queijo Mantiqueira de Minas aos municipios de Bocaina de Minas e Carvalhos

 Entrega do documento de caracterização integrada regional do queijo Mantiqueira de Minas aos municipios de Itamonte e Itanhandu

 Entrega do documento de caracterização integrada regional do queijo Mantiqueira de Minas aos municipios de Liberdade e Passa Quatro

 Entrega do documento de caracterização integrada regional do queijo Mantiqueira de Minas ao municipio de Pouso Alto e ao presidente Associaçaõ da APROMAM

Entrevista ao Jornal Correio do Papagaio, do Diretor Técnico da EMATER- MG, Feliciano Nogueira de Oliveira e do Presidente da APROMAN, Luis Antônio Guimarães

Participação de Ticiana Tranqueira, técnica do Sebrae e William Eventos de São Lourenço

Após o evento os participantes puderam degustar os queijos Mantiqueira de Minas

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG