16:55hs
Sábado, 14 de Dezembro de 2019

Leia nossas últimas edições

Correio do Papagaio - Edição 1398
Correio do Papagaio - Edição 1400
Regional
16/09/2019 11h33

8 discos de jazz que você precisa conhecer

Ritmo norte-americano é um dos mais importantes e influentes na história da música

Muita gente acredita que o jazz é um estilo musical difícil de ouvir, restrito a estudiosos e intelectuais. Mas você sabia que, quando surgiu, nos Estados Unidos, no final do século XIX, este gênero era considerado bastante popular?

O jazz surgiu principalmente nas cidades de Nova Orleans, Chicago e Nova York, a partir das músicas negras norte-americanas. O ritmo se tornou um dos gêneros mais importantes na história da música, influenciado até mesmo artistas brasileiros, como João Gilberto e Tom Jobim, alguns dos maiores expoentes da Bossa Nova.

Um século depois de seu surgimento, o jazz ainda hoje consegue atrair pessoas para shows e concertos. Somente em 2019, diversos e importantes festivais de jazz já aconteceram em vários países pelo mundo. Na cidade de São Lourenço, interior paulista, por exemplo, aconteceu em julho o São Lourenço Jazz & Blues, trazendo atrações nacionais e internacionais.

Se você está se sentindo um pouco perdido e não sabe por onde começar a ouvir este gênero musical, conheça abaixo oito discos essenciais da história do jazz:

Kind of Blue, Miles Davis

Miles Davis é um dos principais nomes do jazz. O trompetista foi responsável pelas maiores transformações no gênero, criou o cool jazz e passeou por diversos estilos. Seu disco “Kind of Blue”, lançado em agosto de 1959, é uma verdadeira obra-prima e tornou-se uma unanimidade de crítica e entre os amantes do ritmo, sendo o álbum de jazz mais vendido da história. O disco é tão importante que tem até um livro inteiro dedicado a contar sua história é sobre sua relevância, escrito pelo jornalista Ashley Kahn.

Giant Steps, John Coltrane

John Coltrane foi um dos saxofonistas mais importantes da história. Ele fez parte da banda de Miles Davis e, no mesmo ano em que fez parte das gravações de “Kind of Blue”, lançou o disco “Giant Steps”, um excelente álbum para dar início à audição de sua obra. Neste disco, ele apresentou uma nova sonoridade, que ficou conhecida como "Coltrane Changes”, marcada por intensa improvisação baseada em acordes. “Giant Steps” consagrou John Coltrane como um dos principais solistas da história e um dos pioneiros do jazz moderno.

All or nothing at all, Billie Holiday

Dona da voz feminina mais marcante da história do jazz, Billie Holiday começou sua carreira na década de 1930, interpretando canções com autenticidade. A cantora utilizava sua voz como um instrumento de sopro e sua vida conturbada era inspiração para muitas de suas composições. Seu disco All or nothing at all, lançado em 1958, apresenta 12 canções que tornam impossível o ouvinte não se emocionar com a profundidade de sua interpretação.

It could happen to you, Chet Baker

Trompetista e cantor, Chet Baker foi um dos músicos de jazz que mais lançou material durante sua carreira. Este disco reúne algumas das melhores canções do músico, onde é possível perceber sua importância para o cool jazz e encontrar o lado virtuoso da seu trompete, o lado romântico e também a sua voz bela, suave e emblemática, quase um sussurro.

What a wonderful world, Louis Armstrong

Certamente você já deve ter ouvido a canção What a Wonderful World, uma das mais marcantes da história do jazz e trilha sonora de filmes como Bom Dia Vietnã e a animação Madagascar. Louis Armstrong foi um dos cantores mais populares do gênero musical e este disco evidencia o som envolvente de seu trompete, aliado com sua voz inconfundível.

GETZ/GILBERTO - Antônio Carlos Jobim|João Gilberto|Stan Getz

Um representante metade brasileiro na lista. Este álbum, lançado em 1964, apresentou a Bossa Nova para o mundo, com faixas como The Girl from Ipanema (Garota de Ipanema). É referenciado como um disco essencial para todos os colecionadores de jazz e conta com a participação de Tom Jobim e João Gilberto, grandes gênios de nosso país.

Time Out, The Dave Brubeck Quartet

Time Out é um dos mais conhecidos e vendidos álbuns de jazz de todos os tempos, o primeiro na história do gênero a ultrapassar a marca de um milhão de cópias vendidas. Este disco foi lançado em 1959 e se caracteriza pelo pioneirismo no uso de compassos inusitados no jazz, como a valsa.

Bird and Diz, Charlie Parker e Dizzy Gillespie

Este disco de 1952 contém composições executadas com o padrão bebop: saxofone, trompete, piano, baixo e bateria.O bebop é um estilo de jazz que privilegia os pequenos conjuntos, como os trios, os quartetos e os solistas de grande virtuosismo. Charlie Parker foi um dos criadores do estilo e a principal voz instrumental do gênero. Suas composições eram marcadas por intensos e virtuosos improvisos.

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG