12:46hs
Terça Feira, 14 de Julho de 2020

Leia nossas últimas edições

Correio do Papagaio - Edição 1447
Correio do Papagaio - Edição 1454
Regional
28/02/2020 08h53

Carnaval das Águas em São Lourenço se destaca na região do Sul de Minas

Turismo com a folia aliada a tranquilidade e segurança no Circuito das Águas

O Carnaval das Águas 2020, em São Lourenço, contou com atrações que não deixou nenhum folião a desejar. Foi um carnaval para crianças, jovens, adultos e idosos, realizado entre os dias 21 e 25 de fevereiro durante todo o dia, além do esquenta de Carnaval na quinta-feira, 21.

A folia teve diversas atrações entre blocos, shows, música no calçadão e na boemia Rua Wenceslau Braz , que tem se destacado como um dos principais pontos de diversão e boa comida da cidade. Este ano, a realização da festa na cidade, que é conhecida mundialmente pelas águas minerais, contou com o apoio financeiro do Ministério do Turismo.  Para quem não quis ficar na rua, o carnaval da cidade contou festas privadas. 

Como é tradição na cidade, o carnaval foi aberto com Bloco do Pijama, que atraiu mais de 20 mil foliões para as ruas do centro da cidade. Dois trios elétricos puxaram a multidão que se concentrou no Parque Municipal Ilha Antônio Dutra. O trajeto seguiu pela Rua Dr. Olavo Gomes Pinto, cruzou a Dom Pedro II até a Avenida Getúlio Vargas. Depois seguiu pela Avenida Comendador Costa e retornou em direção ao local da concentração, quando encerrou a música na Praça do Rotary Clube.

Em todos os dias do carnaval, a programação começou antes do almoço no calçadão e às 16h no Estacionamento do Parque das Águas, ao lado da Praça João Lage, mais conhecida como Praça Brasil. No calçadão, um palco foi montado e a programação foi variada com som mecânico tocando marchinha de carnaval, DJ, samba, baterias, entre outros.

A Rua Wenceslau, que ficou interditada durante o carnaval para o trânsito de veículos automotores. Contou com a bateria do Bloco Fava, Bateria dos Amigos, Samba de Luxo, Vamo que Vamo, MPB, além da concentração do Bloco No Rabo da Jandira, que saiu dois dias.

No Estacionamento do Parque, onde estava montado o palco principal do carnaval, a programação também contou DJ e bandas para adultos e crianças, apresentação de grupos de dança, entre outras. No sábado e domingo de carnaval, o estacionamento principal recebeu os sambistas Diogo Nogueira e Péricles, respectivamente, que foram as principais atrações do carnaval. Ainda se apresentaram no sábado Movimento Axé e Muleka Levada.

O grupo de dança que se apresentou foi o Fúria Dance. As bandas para as crianças foram a Kids Movimento Axé e a Kids Moleka Levada. 

Os Blocos

Carca de 12 blocos saíram às ruas este ano nos dias de carnaval, além do Bloco do Pijama. Todos eles incentivados pela Secretaria Municipal de Turismo e Cultura e pelo São Lourenço Convention & Visitors Bureau (SLCVB).

Entre os blocos estão os dos hotéis, do Luizinho, Bloquinho da Vitrine da Dança, Nosso Quintal, Quem Ama Cuida, Tchuca, No Rabo da Jandira e Flanáticos.

Alguns saíram pela primeira vez este ano, como foi o caso do Bloquinho da Vitrine da Dança, que foi aberto a todo público. Ele  foi um dos que recebeu incentivo para desfilar. “Nosso Bloquinho representou aquilo que realmente somos em nossa escola de dança: a alegria, o companherismo e o prazer de estarmos sempre junto como uma família agregando cada vez mais as pessoas. Foi muito legal participar desse carnaval. Agradecemos a todas as pessoas que trabalharam conosco na organização do Bloquinho, a prefeitura e toda equipe da secretaria de turismo”, disse Deise Dutra, diretora da Vitrine da Dança.

Cada bloco recebeu da prefeitura de São Lourenço, quando solicitado, um carro de som e bateria de carnaval para puxar o bloco pelas ruas da cidade. Todos os blocos tiveram a oportunidade de cadastrar, sugerir a data, o percurso, etc. O SLCVB aportou recursos para ajudar na viabilização do desfile.

De acordo com a produtora do SLCVB, Patrícia Rodrigues, o objetivo de incentivar os blocos é fortalecê-los e valorizá-los para que, no futuro, não seja necessário contratar blocos de outras cidades para desfilar em São Lourenço. Somente este ano, o carnaval antecipado de Aiuruoca contou com dois blocos são lourencianos na edição do carnaval antecipado.  

“Este ano fizemos um investimento de cerca de R$ 18 mil distribuídos entre 12 blocos, pois entendemos que o ativo da cidade são as pessoas e seus talentos. Optamos por apoiar os blocos carnavalescos como forma de fomentar esses pequenos blocos. As manifestações culturais sem o fomento acabam se extinguindo pela falta de apoio”, disse Patrícia Rodrigues.

Segundo a técnica do SLCVB, o trabalho é um complemento das ações da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura que faz a parte da organização e promoção do carnaval na cidade. “A prefeitura vem fazendo o papel dela trazendo grandes shows, buscando recursos junto ao Ministério do Turismo, que não alcança os pequenos, e nós em nível de agência de fomento valorizamos e apoiamos as expressões culturais da cidade, sendo matéria prima para o turismo”, explicou.

Toda uma logística foi organizada para o desfile dos blocos com o apoio da gerência de trânsito da cidade e da própria prefeitura que cedeu carro de som e bateria para que os blocos desfilassem.

Carnaval privado

Dois eventos marcaram o carnaval privado na cidade. Um foi o Bloco dos Bebs, promovido por três produtoras de evento da cidade. Realizado durante quatro dias no Parque das Águas, as atrações foram de shows de diversos artistas.

Entre as atrações estavam os DJs Ivan e Kevin, Turma do Pagode, Lexa e a dupla sertaneja João Gustavo e Murilo. Duas áreas diferenciadas foram montadas na área do evento, o camarote e área Premium, com bebidas inclusas no valor ingresso. No camarote, além da bebida, o ingresso dava direito a comida.

O São Lourenço Country Clube (SLCC) que no passado foi famoso pelos bailes e matinês de carnaval, há mais de uma década não promovia um evento carnavalesco, este ano realizou o Esquenta de Carnaval.

Realizado em uma área reservada na piscina do clube, durante a tarde, o abadá deu direito aos participantes a dois tipos chopes artesanais produzidos na cidades, refrigerante e água durante seis horas. As atrações foram DJ e a bateria do Bloco dus Tulios. Além de ser voltado para os sócios, os abadás estiveram disponíveis para compra por pessoas não associadas do clube.

“Essa festa foi mais uma opção de lazer para alegrar os associados. Nossa intenção é fazer diversos eventos no clube, inclusive voltar com os bailes de carnaval”, disse André Rocha Spina, presidente do SLCC.

 Atrativos turísticos

Além de poder curtir um carnaval seguro, planejado e alegre, o turista que veio para São Lourenço ainda tem diversos atrativos para aproveitar, a exemplo do Parque das Águas e suas oito fontes de águas gasosas, passeios de balão, rotas do café, azeite, vivência rural, cachoeiras, entre outros atrativos.

Combinado com os diversos atrativos turísticos, a gastronomia chama a atenção dos turistas com a tradicional comida mineira, os melhores queijos artesanais e os melhores cafés do mundo produzido no Sul de Minas. As cervejas artesanais ainda se destacam produzidas pela melhor água. 

Outro fator determinante para a para a presença de turista é o baixo índice de criminalidade na cidade região. São Lourenço é sede do batalhão de Polícia Militar com menor índice de ocorrências criminais de Minas Gerais.

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG