21:17hs
Domigo, 17 de Novembro de 2019
Santa Rita de Jacutinga - Notícias
28/02/2013 16h43

Santa Rita de Jacutinga resgata a história de seu carnaval

Festa foi organizada a uma força tarefa para encontrar meios mais baratos para a realização do carnaval.

O Carnaval 2013 em Santa Rita de Jacutinga foi denominado pelo prefeito Luiz Fernando Osório como o ‘Carnaval da Inteligência’, uma vez que a situação financeira encontrada na prefeitura foi caótica, sem dinheiro algum em caixa e cheia de dívidas.

Foi organizada uma força tarefa para encontrar meios baratos para a realização da festa. Com integrantes na equipe com experiência na promoção de eventos, conseguiram com seus contatos ótimos preços e formas de pagamento que tornaram possível a realização da festa.

Os grandes destaques de toda a organização foram dois pontos principais, em especial, o resgate dos antigos blocos das famílias santarritenses, que no passado eram as principais atrações dos carnavais, mas que por falta de incentivo foram se perdendo. Nesse ano a Prefeitura obteve ajuda dos comerciantes locais, que foram patrocinadores e doaram os abadás aos blocos, e o domingo foi o dia escolhido para um grande desfile, onde todos os blocos participaram juntos, divididos em alas, com porta-bandeiras e outros adereços, com a colaboração das crianças e dos adultos das famílias. Alguns blocos se animaram e desfilaram outros dias, já retomando o clima de folia que sempre agitou a cidade. Muitas fantasias e baterias encantaram os foliões que curtiram demais o carnaval nas ruas de Santa Rita.

O segundo ponto alto do carnaval foi o resgate e a homenagem feita à ‘Banda do Tatá’, antiga banda de marchinhas, que foi a responsável por muitos carnavais no passado, mas que também estava meio esquecida. Seus componentes são figuras históricas na cidade. A Banda realizou cinco shows e emocionou os santarritenses.

No palco principal, além da Banda do Tatá e DJs, houve a presença da Banda Eclypse Folia, de São Paulo. O local escolhido foi a praça da antiga estação, ponto de realização dos principais eventos festivos e culturais da cidade. Já as matinês foram feitas na Praça Dom Cabral, numa atividade conhecida como o ‘Carnaval no Vô Dilon’, com DJs e um trio elétrico, que no final da tarde seguiram até à Praça da Estação.

As ruas ficaram tomadas por foliões, crianças e adultos, em um clima de confraternização, revivendo o carnaval ideal para as famílias, como foi no passado.

Carros de som foram proibidos nas ruas da cidade, assim como o funk não teve espaço na programação. Basicamente, toda a divulgação do carnaval se deu com cartazes e panfletos, todos confeccionados em papel reciclável, e nas redes sociais, através de uma página no “Facebook.com/santaritadejacutinga”, mesma rede onde foram postadas, após a festa, mais de 1.400 fotos feitas pelo fotógrafo contratado pela Prefeitura.

Durante os dias do carnaval a Prefeitura fez grande divulgação de seus atrativos turísticos nos telões da festa e veiculou dicas aos visitantes para os dias de folia, dentre elas “conhecer cachoeiras, praticar esportes de aventura, visitar fazendas históricas, igrejas e curtir a culinária mineira da cidade”.


 

 

 

 

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG