02:07hs
Sábado, 20 de Abril de 2019
São Lourenço
11/04/2019 10h01

Campanha de Vacinação contra a gripe em São Lourenço

Vacina já está disponível para os grupos de risco e vai até dia 31 de maio

A Campanha de Vacinação contra a gripe 2019 já começou em todo o Brasil. Em São Lourenço as vacinas já estão disponíveis para aqueles que são classificados como “grupo de risco” e vai até dia 31 de maio.

A lista dos grupos prioritários é composta por: Indivíduos com mais de 60 anos, Crianças de 6 meses até 6 anos incompletos (5 anos, 11 meses e 29 dias de idade), Gestantes, Mulheres que tiveram um filho nos últimos 45 dias (puérperas), Trabalhadores da área da saúde, Professores de escolas públicas e privadas, Povos indígenas, Portadores de doenças crônicas e outras condições clínicas, Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, População privada de liberdade e Funcionários do sistema prisional.

A principal mudança em relação a 2018 é a ampliação do limite de idade no público infantil. Até o ano passado, o imunizante era aplicado apenas nas crianças de 6 meses a 5 anos incompletos. Agora, aquelas com até 6 anos incompletos podem tomar sua dose nos postos de saúde.

A escolha dos grupos segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). O ministério considera também estudos epidemiológicos e o comportamento das infecções respiratórias, que têm como principal agente os vírus da gripe.

A meta do Ministério da Saúde é atingir pelo menos 90% dos grupos elegíveis para vacinação.

Agora, todos se beneficiam da vacinação. Mesmo fora das turmas prioritárias, é possível conseguir sua dose na rede privada – os valores vão de 100 a 200 reais. Em Minas Gerais, a expectativa é imunizar 5,3 milhões de pessoas.

Segundo o Ministério da Saúde, em relação ao ano passado, houve alteração de duas cepas na vacina. Por isso, o ministério recomenda que os grupos selecionados, ainda que já tenham sido imunizados anteriormente, recebam a nova dose este ano.

“O Ministério da Saúde não indica a utilização da vacina contra influenza com cepas 2018, pois não tem a mesma composição da vacina de 2019, o que faz com que não seja eficaz para proteção, diz a nota da pasta.

Em São Lourenço a vacina pode ser tomada na Policlínica, UBS Carioca, Vila Carneiro, Porta do Céu, São Lourenço Velho, Biquinha e Nossa Senhora de Lourdes.

50 mortes em 2019
Até março deste ano já foram notificados 232 casos de influenza e a morte de 50 pessoas no país. Alguns estados tiveram que antecipar o início da campanha por causa de surtos imprevistos de gripe. No Amazonas, por exemplo, a vacinação começou em 20 de março.

A campanha se concentra neste período do ano porque a queda das temperaturas no outono e no inverno tende a aumentar as aglomerações de pessoas em lugares fechados e sem ventilação. São maiores também os riscos de se pegar a doença, pois a contaminação ocorre principalmente por meio do contato com outras pessoas doentes.

A gripe diminui a imunidade da pessoa gripada e pode levar a infecções virais ou bacterianas. Em casos extremos, pode levar à morte.
A vacina não causa a gripe. Ela permite que o paciente fique imune aos tipos de vírus mais comuns em circulação sem ficar doente.

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG