05:40hs
Terça Feira, 25 de Junho de 2019
São Lourenço - Notícias
19/05/2018 10h51

Coral do presídio de São Lourenço completa 10 anos

Por José Henrique Martins
 

O “CORAL VOZES DA CELA”, foi criado em 18 de maio de 2008, como parte de um projeto de ressocialização e humanização através da música, dentro da Escola Estadual São Francisco de Assis, que funciona dentro do Presidio de São Lourenço. O projeto foi criado pelas professoras Shirley Rose Almeida e Cláudia Regina Paulino, onde foi dada continuidade pelo servidor e maestro José Henrique Martins.

Os ensaios do grupo, são realizados dentro da escola, que também atua como parceira, complementando os conhecimentos necessários para as apresentações, como exemplo, os professores que auxiliam em letras de músicas de outros idiomas, ensinando-lhes o significado e a pronúncia de cada palavra.

A primeira apresentação do grupo, foi realizada na Faculdade Victor Hugo, atendendo um convite de seus Diretores, Adolfo Cherman Direzenchi e Leila Rubinsztjn Direzenchi.

Em seu curriculum, o grupo já conta com mais de quinhentas apresentações, como grandes participações em eventos sociais e religiosos.
Dentre as principais apresentações do grupo, podemos citar a abertura oficial da Conferência Nacional de Segurança Pública, realizada em Belo Horizonte em 2009, participação do Congresso Brasileiro de Secretários de Segurança Pública, participação no Festival Internacional de Corais de Belo Horizonte, apresentação no Teatro Municipal de Ouro Preto, apresentação no Teatro Municipal de Sabará, apresentação na Escola de Música da UFMG, e diversas apresentações em São Lourenço e região sul de Minas.

O repertório do grupo é bem eclético, desde a MPB até o clássico, com arranjos feitos por músicos e diversos maestros voluntários, como é o caso do musicista Pablo Teixeira, e do Maestros Elias Brito da cidade Varginha e Daniel Andrade, de Betim.
O Presídio recebe homens que cumprem o regime aberto, semiaberto e fechado. Com isso, os detentos de um regime mais flexível, servem de referência para os outros que estão em um mais restritivo. Isso estimula a evolução e a participação deles nas atividades de reinserção social.
Mas não basta apenas talento e boa conduta para ser admitido no Vozes da Cela. O preso tem que estudar e trabalhar. Foi assim com o setenciado Leonardo Lemes, 28 anos. Ele continuou seus estudos na escola prisional e hoje trabalha na Nic Artesanatos. Mas falou mais alto a vontade que sentia na cela, ao ouvir de longe os ensaios do coral. “Sinto alegria e conforto quando me apresento com o coral. É uma forma de mudar a maneira como somos vistos pela sociedade. ”, diz.

O interesse da população pelo coral cresceu ainda mais, depois que o grupo alcançou a etapa final da versão de 2015 do Prêmio Innovare, que reconhece e premia práticas que ajudam a melhorar a qualidade do atendimento da Justiça no Brasil.

O Juiz da Vara Criminal de São Lourenço, Fábio Garcia Macedo Filho, foi o responsável pela inscrição do Vozes da Cela no Prêmio Innovare 2015, e acompanha de perto as atividades do coral. Não por acaso, autoriza as apresentações fora do presídio. “A boa convivência do Judiciário com a direção do sistema prisional é primordial para acelerar o acesso dos presos aos direitos garantidos legalmente”, observa o magistrado.

O sucesso do Vozes da Cela inspirou outras unidades da Secretaria de Estado de Administração Prisional (SEAP), a criarem projetos de ressocialização através da música com seus custodiados.

Segundo o Diretor de Atendimento do Presidio de São Lourenço e Maestro do Coral, José Henrique Martins, o Vozes da Cela promove o encontro dos presos com o mundo da música e os motiva a buscar a ressocialização. “É uma maneira de integrar presídio, família e sociedade, valorizando a capacidade humana de transmitir e adquirir conhecimentos, capacidades de conquistas, espaço de trabalho e de cidadania”, completou.

Neste dia 18 de maio, ás 19:30 horas, na Basílica de São Lourenço Mártir, o Coral Vozes da Cela estará realizando um grande concerto musical em comemoração ao seu décimo aniversário de fundação, com a participação especial da soprano internacional Patrícia Vilches.

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG