06:50hs
Terça Feira, 25 de Junho de 2019
São Lourenço - Notícias
29/05/2018 14h28

Segurança pública é tema de debate na primeira sessão extraordinária do ano Câmara Municipal

 

Um dos assuntos mais discutidos na reunião desta última quinta-feira (24.05), a primeira extraordinária de 2018, foi a violência em São Lourenço. O tema veio à tona com a apresentação do requerimento 55/2018, do vereador Isac Ribeiro (PRP).

No documento, aprovado por unanimidade, questionou a Prefeitura sobre as ações de prevenção que estão sendo adotadas para coibir a prática de crimes na cidade e cobrou a criação de uma Secretaria Municipal de Segurança Pública.

Outro requerimento aprovado, de Natanael Paulino de Oliveira (PPS), também tratou do tema. O vereador solicitou ao Poder Executivo o reforço da segurança na Escola Estadual Professor Antônio Magalhães Alves, mais conhecida como Polivante, já que no mês passado a instituição foi alvo de roubo e depredação. Orlando da Silva Gomes (PRB) ainda fez um adendo, pedindo esclarecimentos, junto à Superintendência Regional de Ensino, do motivo da falta de vigias nas escolas estaduais de São Lourenço.

Ao todo, dez requerimentos foram aprovados. Além do documento relacionado ao Polivalente, Natanael perguntou ao Poder Executivo sobre a implantação de uma via de acesso no bairro Nossa Senhora de Lourdes, durante a execução de uma obra de manutenção do SAAE. Helson de Jesus Salgado (PPS) ainda questionou a possibilidade de se construir uma creche e uma área para a prática esportiva no bairro Vila Nova.

Agilsander Rodrigues da Silva (PSD) questionou a viabilidade de se colocar redutores de velocidade na Avenida Damião Junqueira de Souza, após a ponte da Federal, e pediu informações do valor recebido pelo município, a título de CFEM (Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Mineirais), nos últimos três anos.

Já Waldinei Alves Ferreira (PV) perguntou sobre a construção de duas passarelas no calçadão Dr. Silvério Sanches. Ricardo de Mattos (PMN), presidente da Casa Legislativa, solicitou informações sobre os gastos da Secretaria Municipal de Cultura, principalmente no que se refere às festividades do feriado de 21 de abril, e também pediu dados da construção do CAPS, como o valor do recurso destinado para tal. Evaldo Ambrósio (PROS), por meio do requerimento 62/2018, ainda questionou outros pontos relacionados ao Centro de Atenção Psicossocial. Entre eles, a previsão de retomada das obras e da conclusão do prédio.

PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG