17:47hs
Sábado, 15 de Junho de 2019
São Lourenço - Notícias
26/07/2018 09h41

São Loureço faz parte do CRER - Caminho Religioso da Estrada Real

O caminho é o maior Roteiro Turístico Religioso do Brasil e fazem parte 32 municípios mineiros

Criado em setembro de 2017, o Caminho Religioso da Estrada Real (CRER), foi inspirado no Caminho de Santiago de Compostela, sendo o maior Roteiro de Turismo Religioso do Brasil, com mais de mil quilômetros, passando por 38 municípios, sendo 32 mineiros e 06 paulistas. O CRER é uma experiência religiosa única, com momentos de contemplação, autoconhecimento e espiritualização.

Desenvolvido pela Secretaria de Estado de Turismo e Esportes de Minas Gerais, em parceria com o Instituto Estrada Real (IER) e do SESI, o caminho começa na Serra da Piedade, onde está localizado o Santuário Nossa Senhora da Piedade, padroeira de Minas Gerais, em Caeté/MG e vai até a Basílica Nacional de Aparecida, na cidade de Aparecida/SP ou vice e versa.

O Santuário Nossa Senhora da Piedade, em Caeté/MG, foi construído em 1797 e a imagem da protetora de Minas foi esculpida por Aleijadinho. É um lugar de silêncio e contemplação, sendo o ponto mais alto do percurso com 1.746 m de altitude. De lá é possível avistar nove cidades mineiras.

Segundo a Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur) o Caminho tem como objetivo desenvolver e estruturar o segmento de turismo religioso em Minas Gerais a partir da formatação de produtos turísticos que associem experiências turísticas à religiosidade, que é marcante no Estado.

A ideia do roteiro surgiu em 2001, quando dois caminhantes, com o apoio do Instituto Estrada Real (IER) e da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG), percorreram toda a Estrada Real, identificando os pontos turísticos religiosos e as principais necessidades para a consolidação do Caminho. No período entre 2002 e 2004, depois de rigoroso levantamento e demarcação foram fixados os marcos sinalizadores.

Atualmente, o trajeto pode ser percorrido pelos peregrinos, romeiros, caminhantes e/ou turistas, a pé, de bicicleta, a cavalo ou 4×4 Off Road. É um roteiro de peregrinação com diversos atrativos, podendo ser realizado em uma única viagem ou por etapas. A viagem dura cerca de 40 dias se for feita a pé e completa. O turista ou peregrino também pode iniciar a rota de qualquer ponto e percorrer os trechos que desejar.

Para aqueles que quiserem, para marcar o caminho percorrido e ter como lembrança o momento, poderão adquirir um “Passaporte do Caminho”, para registrar as cidades por onde passou. Os carimbos para o registro estarão disponíveis nos pontos de apoio CRER, geralmente localizados nas secretarias paroquiais de cada município ou nos pontos de informações turísticas da cidade. Ao final do percurso, apresentando o passaporte carimbado por todas as cidades, receberá um certificado de conclusão de todo o Caminho Religioso da Estrada Real.

A rota está toda sinalizada com 1.700 placas de indicação, para que os peregrinos façam o trajeto com segurança. Há também totens instalados em locais estratégicos indicam as direções e placas indicativas apresentam o mapa geral do caminho, mostrando os municípios do percurso.

No decorrer do trajeto há prestação de serviços qualificados para atender os visitantes/peregrinos. Pelo caminho, os viajantes podem desfrutar da rica gastronomia mineira, conhecer igrejas barrocas, museus e casarões coloniais, comunidades com forte devoção religiosa, além de se encantar com belíssimas paisagens montanhosas, águas cristalinas e cachoeiras para banho.

E, assim como ocorreu em 2017, esse ano, entre os dias 12 de agosto a 15 de setembro, acontecerá a Romaria Crer 2018 Padroeiras, que sairá do Santuário de Aparecida, em Aparecida do Norte (SP) até a Basílica de Nossa Senhora da Piedade, em Caeté (MG). Com o tema, “Nossa Senhora da Piedade - do Porto de Guaypacaré à Caeté”, a romaria irá refazer o caminho histórico da chegada da devoção de Nossa Senhora da Piedade no Brasil, vinda de Portugal, passando pelo Porto de Guaypacaré (atual Lorena -SP), em 1698, Borba de Campolide (atual Barbacena - MG), em 1711, até chegar em Caeté – MG e se instalar na Penha (atual Serra da Piedade).

Para promover o evento, foi feito, em São Lourenço, no dia 17 de julho, uma reunião com representantes e párocos de várias cidades do Sul de Minas, que fazem parte da rota. No encontro foi divulgado mais informações sobre a romaria e como será o acolhimento para os romeiros ao passarem pelos municípios.

São Lourenço é uma das cidades que acolherá os peregrinos e, segundo o Prefeito Leonardo Sanches, programações serão feitas para receber e acolher da melhor forma as pessoas e inserir toda a sociedade nesse momento. “Todo ano faço uma caminhada daqui a Aparecida do Norte e sei da importância dessa romaria. O que me chamou mais atenção é que não irá envolver somente São Lourenço no projeto, mas toda a região. A ideia é maravilhosa, porque junta todas as modalidades, caminhada, cavalgada, 4x4 e bicicleta, para todos os gostos. Vamos fazer o possível para manter esse evento e fazê-lo cada vez mais valorizado”, ressalta. 

Para Eberhard Hans Aichinger, um dos fundadores e organizadores do Crer, o projeto tem tido ótima aceitação e ajuda de todos os municípios, principalmente o envolvimento de igrejas, com o apoio de Bispos e dos Párocos.

”O ano passado a Romaria foi de Caeté para Aparecida e foi um sucesso, tendo ao todo 547 participantes e contando com a ajuda das cidades participantes do caminho religioso. Esse ano a rota foi invertida e esperamos um resultado ainda melhor.”

Também, haverá o Desafio Crer de Mountain Bike, onde os participantes terão  entre os dias 30 de julho a 15 de novembro para percorrer toda a rota do CRER. 

Segundo a organização do evento, é esperando cerca de 1.000 ciclistas para correr a rota.

O trajeto para o desafio foi dividido em cinco partes, em um percurso total de

435.1 km, sendo:

* Rota da Garganta do Embaú, com 77,6km, que ligará Aparecida do Norte a Passa Quatro (MG).

* Rota das Águas, de Passa Quatro a São Lourenço, com 64,8 km.

* Rota do Artesanato, de São João Del Rei a Lagoa Dourada, tendo 51,8 km.

* Rota do Aleijadinho, de Congonhas a Ouro Preto, com 127,4 km.

* Rota Entre Serras, do Santuário do Caraça ao Santuário da Piedade, com 113,5 km.

Além de São Lourenço, fazem parte do Circuito outras cidades que são pontos chaves do roteiro, Baependi (MG), Passa Quatro (MG),

Itanhandu(MG), Itamonte(MG), São Sebastião do Rio Verde(MG), Pouso Alto(MG), Mariana (MG), Catas Altas (MG), Lagoa Dourada (MG), Ouro Preto (MG) e Carrancas (MG) e Guaratinguetá (SP), cidade natal de Frei Galvão.

O CRER é organizado pela Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais. Mais informações: (31) 3916-0468 www.turismo.mg.gov.br/ mariana.rocha@turismo.mg.gov.br 

Objetivos do CRER

➽ Salvaguardar e desenvolver a identidade religiosa do caminho;

➽ Viabilizar na rota a infraestrutura, o fluxo de peregrinos e turistas e as condições

necessárias para a experiência religiosa;

➽ Desenvolver os territórios do percurso, em todos os seus aspectos, com especial

atenção às comunidades locais, ao tecido empresarial, em seus diversos segmentos, e

às políticas públicas relacionadas ao turismo;

➽ Criar e desenvolver, nos munícipes, uma cultura do turismo, capaz de gerar apropriação, engajamento e pertencimento ao CRER;

➽ Criar e desenvolver mecanismos de gestão e promoção do CRER, em nível nacional e internacional.

Eberhard Hans Aichinger Representantes dos municípios da região, Sebrae-MG, prefeitura de São Lourenço e Estrada Real


PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG