04:07hs
Quinta Feira, 18 de Outubro de 2018
São Lourenço
04/09/2018 11h33

São Lourenço sediou a 1ª Jornada Sul-Mineira de Cerimonial

Evento ofereceu palestras pertinentes à atividade contribuindo para a formação e qualificação de profissionais da área

Fotos: Gislene Vilela

Participantes da 1ª Jornada Sul-Mineira de Cerimonial

Por Gislene Vilela

Foi realizada em São Lourenço (MG), a 1ª Jornada Sul-Mineira de Cerimonial, na segunda-feira (03), na sede social da Sociedade Brasileira de Eubiose (SBE).

 O evento reuniu profissionais da área de cerimonial que exercem função junto aos órgãos públicos, entidades, instituições e empresas públicas e privadas de municípios do interior de Minas Gerais e São Paulo.

A Jornada contou com quatro palestras ministradas por renomados profissionais: Eliane Ubillús (SP), diretora de Relações Internacionais do Comitê Nacional de Cerimonial e Protocolo (CNCP – Brasil); Daniela de Cássia S. Brito, prefeita de Monteiro Lobato (SP); Yvone Almeida (DF), presidente da Academia Brasileira de Cerimonial e Protocolo (ABCP); Aline Brandão (MG), chefe do cerimonial do Governo de Minas Gerais.

Eliane Ubillús definiu o Cerimonial como a linguagem mais completa para disciplinar a convivência humana seja pelo aspecto formal ou informal, onde utilizamos as normas de protocolo, rituais, civilidade e etiqueta, unidas à criatividade, através da linguagem cênica, respeitando sobretudo as tradições dos povos. “Devemos buscar o ‘erro zero’, qualidade total é a nossa meta”, enfatiza.

Daniela de Cássia S. Brito relatou que um evento bem programado, com uma equipe capacitada, engrandece demais aquele momento e também a imagem do município perante os convidados. “O cerimonial público mudou a minha visão e o meu comportamento me tornando exigente no papel que exerço como prefeita”, ressaltou.

Aline Brandão explicou o dia-a-dia do cerimonial do Governo do Estado de Minas Gerais e detalhou como planejar, coordenar e executar atividades relativas.

Yvone Almeida esclareceu sobre os princípios básicos de um cerimonial tais como: quem são os mestres-de-cerimônias, conhecimentos específicos indispensáveis para a prática da atividade, pressupostos básicos para a formação profissional, dentre outros. ”Só seremos verdadeiramente competentes naquilo que fazemos se formos capazes de melhorar, dia após dia, até a última tarefa de nossas vidas”, salienta.

O Coffee Break foi um momento propício para troca de experiências, informações e contatos entre os participantes. 

Os organizadores e profissionais levaram os participantes a refletirem que o cerimonial é a alma de um evento. Quando existem falhas, mostra como é a gestão e, quando bem organizado e elaborado, torna-se inesquecível.

Aline Brandão, Yvone Almeida,  Eliane Ubillús  ao lado de Daniel Apolonio e Cassandra Cardoso de São Lourenço

Felícia C. F. de Souza, representando o 1º vice-presidente da SBE Jefferson Henrique de Souza com palestrantes e organizadores do evento


PUBLICIDADES
SIGA-NOS
CONTATO
Telefone para contato.: (35) 3332-1008
Textos e contatos em geral: jornalcp@correiodopapagaio.com.br
SAC: online@correiodopapagaio.com.br
R. Ledo, 250 - Centro - São Lourenço - MG